TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

MISSÕES 13 - IGREJA MISSIONÁRIA

IGREJA MISSIONÁRIA

O Novo Testamento usa a palavra ekklesia para descrever a Igreja. A composição da palavra ekklesia é “ek”, com o sentido de “fora”, e “kaleo”, com o sentido de “chamar”. Daí o significado “os chamados para fora”.
A palavra ekklesia era originalmente usada para descrever um grupo de pessoas reunidas, uma assembléia de pessoas.  Hoje em dia esta palavra é mais usada para descrever a Igreja, isto é, um grupo de pessoas reunidas na mesma fé em Cristo Jesus, chamados para os que estão fora dela.
Tentaremos definir o que é uma Igreja Missionária. Devemos reconhecer que a Igreja só é Igreja quando esta for missionária.

Numa dimensão política a Igreja é formada pelos “cidadãos do Reino”, entretanto estes cidadãos são chamados para viverem neste mundo como peregrinos e levando a luz de Cristo a este mundo que vive em trevas. Numa dimensão doméstica a Igreja é a família de Deus. A família é uma comunidade que representa uma relação mais intima e mais pessoal com Deus. Como membros dessa família devemos anunciar que o Pai deseja que todos os homens cheguem ao conhecimento de sua salvação. Numa dimensão sociológica a Igreja é a Instituição que deve levar a humanidade a verdadeira adoração a Deus. Para isto deve ensinar as verdades de Deus revelada em sua Palavra (Bíblia). Numa dimensão biológica, a Igreja é o Corpo de Cristo. A totalidade de seus membros faz o seu corpo. Como Corpo de Cristo devemos continuar realizando as manifestações de seu amor, pregando, curando, expelindo demônios, isto é, colocando em liberdade todos os cativos e oprimidos. Como Corpo somos a continuação de seu ministério e de sua vida entre os homens.
A Igreja precisa estar onde Cristo esteve junto ao pecador oprimido, escravizado e discriminado, não se misturando ao pecado, mas levando luz e salvação. A Igreja precisa agir como Cristo debaixo da orientação do Espírito Santo, sendo por este capacitado para toda boa obra. Portanto a Igreja deve ser Missionária. 
Igreja Missionária não é aquela que ostenta em sua placa este nome, sem, no entanto, enviar ninguém às nações. Também, não é a Igreja que promove seminários, palestras, conferências sobre o tema, mas não se compromete com a evangelização dos que estão longe e dos que estão perto. Missionária não é a Igreja que levanta fundos, divulga a obra de missões no mundo, mas não vai aos bairros da cidade falar do amor de Jesus.[1]
Para que possamos construir congregações missionárias no mundo, precisamos primeiramente avaliar a relação entre Igreja e missão. A Igreja de Jesus Cristo só pode achar a sua mais plena expressão para com o mundo, dentro do reino de Deus, se viver a sua natureza de povo missionário.[2]
O grande desafio em nossos dias é nos tornarmos Igreja Missionária. Muitos pensam que suas igrejas são missionárias porque promovem seminários, conferências e palestras sobre missões. Este é um grande erro que precisa ser apagado de nossas igrejas. Embora conferências, palestras e seminários sobre missões podem ser um grande incentivo para o despertar de um compromisso com a obra missionária; pode, por outro lado, ser um grande problema quando enfoca a idéia de que um indivíduo é o missionário da igreja. A Igreja é missionária, isto significa que todo os seus membros são missionários. Uma igreja que não é missionária, não é igreja.
Desde seu início a Igreja é chamada para ser missionária (Mt 28:19-20; Mc 16:15). Para que a igreja seja missionária é necessário que seus líderes construam essa visão dentro de suas comunidades.
A Igreja é um organismo vivo, Corpo de Cristo (1 Co 12:27), dividido em diversos membros, com diversas funções (1 Co 12:12-14). Cada membro possui um dom para exercer papéis distintos dentro do corpo (1 Co 12:28). Na diversidade destes dons, na unidade de todo o corpo é que a Igreja se torna missionária.
Não existe apenas um missionário, não existe um indivíduo missionário na igreja, existe sim, igreja missionária. Um indivíduo pode ser enviado para um determinado país, mas ele não é missionário sozinho naquele país. A igreja é missionária quando intercede por ele, quando contribui financeiramente, quando lhe escreve, quando participa ativamente com o enviado. Mas tudo isso não tem valor se a Igreja local na faz missões também.
Enviar, sustentar, fortalecer tudo se torna pouco quando uma igreja se abstém de seu chamado missionário. Uma igreja que não é luz para aqueles que estão ao seu redor, não é missionária. Uma igreja que não é sal em seu bairro não é missionária. Se a igreja não se envolver com os que estão pertos, se cada membro não participar com seu dom para evangelização de seu bairro, de sua cidade, do seu próximo, estarão apenas contribuindo, orando, fortalecendo missionários como meio de ludibriarem suas próprias mentes. Dirão a Deus todas as vezes que forem questionadas com a seguinte pergunta: Morri por ti e tu que fazes por mim? Suas respostas a esta pergunta serão: Eu ajudo financeiramente na obra de Deus. Eu contribuo com o missionário “tal”. Eu envio cartas aos missionários.
Não fomos chamados apenas para sermos colaboradores daqueles que cooperam na obra de Deus, fomos chamados para sermos missionários, para sermos trabalhadores nesta grande seara, para pormos a mão no arado, para arregaçarmos as mangas e trabalharmos. Colaborar com os missionários faz parte de nossa unidade como corpo, do nosso chamado para vivermos em amor. Mas você é um missionário queira ou não; seja ungido por homens ou não. Saiba que ser missionário é abraçar a obra de Deus, é proclamar o Reino de Deus, é alimentar os famintos, é vestir os descamisados, é lutar pelos injustiçados.
Sua atuação como missionário pode se dar no seu lugar de trabalho, por meio de sua profissão, em sua escola, em seu lar, em todos lugares por onde for, por onde passar.
Não espere que outros façam o que é seu dever fazer, não espere que outros evangelizem aqueles que estão próximo de você. Fazer discípulos é dever de todos nós.

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO:
1)      Quem é missionário para você?
2)      Quando uma igreja é igreja missionária?
3)      Quando você faz missões?
4)      Como a igreja realiza missões?
            5)  Como a igreja cumpre sua missão?


[1] MARCONDES FILHO, Juarez. Semeando entre os Espinhos. Curitiba: Badi – Centro de Produções Gráfica, 2004.
[2] ENGEN, Charles Van. Povo Missionário, Povo de Deus. São Paulo: Edições Vida Nova, 1996.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS