TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

OS DEZ MANDAMENTOS 2 - O SEGUNDO MANDAMENTO

SEGUNDO MANDAMENTO

Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque EU sou o Senhor, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que ME aborrecem e faço misericórdia até mil gerações daqueles que ME amam e guardam os MEUS mandamentosÊxodo 20:4-6

O rei Salomão construiu um belo templo em Jerusalém. Quando estava pronto, ele organizou uma comemoração que durou vários dias. Em meio a toda aquela euforia, contudo, ele não perdeu de vista o verdadeiro significado do evento. Durante o evento falou com Deus em oração e disse: “Eis que os céus e até o céu dos céus não TE podem conter, quanto menos esta casa que eu edifiquei” (2 Cr 6:18).
Por que o segundo mandamento proíbe fazer ídolos ou imagens para representar Deus? Porque, em primeiro lugar, não importa quão grande os façamos ou quanto de ouro, diamantes ou outras coisas usemos para cobri-los, a única coisa que conseguimos é tornar Deus menor. Inevitavelmente, nós O reduziremos à dimensão de um conceito meramente humano. E esse é realmente o âmago do problema. Uma imagem mental pobre acerca de Deus é o pecado fundamental que o segundo mandamento procura ajudar-nos a evitar.
Em segundo lugar, qualquer imagem que façamos representam apenas criaturas criadas por Deus. E somos ordenados por Deus a não lhes prestarmos culto, nem adorá-las.
O Salmista escreveu acerca dos ídolos: “Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem” (isto implica também aqueles que os adoram – Sl 115:8). O apóstolo Paulo observou o mesmo fenômeno em seus dias. Disse que os idólatras haviam mudado “a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis (...) pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém” (Rm 1:23,25).
Por isso, disse Paulo, “Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes” (Rm 1:28).
O segundo mandamento é o complemento perfeito do primeiro. As pessoas que tomaram a decisão de colocar a Deus no centro de sua existência não permitirão que qualquer coisa criada ocupe o lugar que pertence somente ao Criador.
Para aqueles que guardam o primeiro e o segundo mandamento, a obediência aos demais será completamente natural. Se amamos a Deus, nosso coração transbordará de amor pelas outras pessoas também.

Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS