TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

FINANÇAS 4 - FINANÇAS

FINANÇAS.

Introdução.

            Você gasta tempo de sua vida, mesmo após a conversão, para ganhar dinheiro. A Bíblia ensina que tudo o que fazemos agora deve glorificar a Deus (I Coríntios 10:31). Assim sendo, nós podemos e devemos glorificar a Deus com os nossos bens. A Bíblia tem muito a dizer sobre finanças, bens, fiador, etc., e isso porque Deus sabe as dificuldades, tentações e pressões que iríamos receber também nesta área.1. Os fatos sobre o dinheiro.

            1.1 O que é “dinheiro”? - A Bíblia não define de modo claro, mas, podemos dizer que é um meio neutro de transação e tudo depende do uso que se faz dele. O dinheiro não deve ser o alvo do amor do homem (I Timóteo 6:10).

            1.2 De quem é o dinheiro? - É ensino claro da Palavra de Deus que todas as riquezas a Ele pertence, enquanto nós somos simples “despenseiros” das mesmas. Só Deus tem o direito de propriedade e o cristão somente o direito de posse, isto é, o direito de usar os bens materiais enquanto estiver neste mundo (Deuteronômio 8:18; I Crônicas 29:12-14; Salmos 24:1; 50:10-12; Ageu 2:8; I Coríntios 6:19-20).

            1.3 O ensino bíblico sobre os valores do homem natural e do homem espiritual (I Coríntios 2:14-16) - O homem de Deus deve ter um sistema adequado de valores (Colossenses 3:1-4).

2. O plano de Deus para o nosso dinheiro.

            2.1. Suprir as necessidades da Igreja (Malaquias 3:10).

            2.2 Providenciar recursos para o pagamento de nossas contas pontualmente (II Tessalonicenses 3:10-12; Sl 34:8-10; I Timóteo 6:1-2).

            2.3 Termos meios para que Deus abençoe a outros por nosso intermédio (Deuteronômio 15:7-11; Efésios 4:28; Salmo 37:21; Provérbios 3:27-28; Romanos 12:13; II Coríntios 8 e 9).

            2.4 Sustentar o ministério de Deus no mundo (I Timóteo 5:17-18; I Coríntios 16:1-3; Filipenses 4:10-20; III João 1:5-8).

           
3. Princípios para se obter dinheiro e viver uma vida financeira equilibrada.

            3.1 Trabalhar e ganhar dinheiro honestamente (Provérbios 6:6-11; 10:4-5; 12:27; 14:23; 17:8, 23; Efésios 4:28; II Tessalonicenses 3:10-12; I Timóteo 5:8).

           
3.2 Desenvolver uma atitude correta em relação a bens materiais:

                               3.2.1 Coloque as prioridades em ordem - Deus em primeiro lugar (Mateus 6:33), as necessidades da família em equilíbrio com a conceituação bíblica de trabalho (Salmo 127:1-7; Efésios 6:5-9).

                        3.2.2 Não entre em dívidas (Provérbios 22:7; Romanos 13:8; I Coríntios 7:21-24), algumas coisas que produzem dívidas: comprar a crédito, tomar dinheiro emprestado para comprar algo que desvaloriza facilmente, uso de cartões de crédito e de cheques especiais, entrar em competição com outras pessoas, não zelar pelas coisas, não economizar, contar levianamente com a graça de Deus, não resistir aos vendedores e aos fortes apelos comerciais, deixar de aconselhar-se com irmãos maduros nesta área (Provérbios 11:14; 24:6).

                        3.2.3 Não coloque o seu coração no dinheiro ou em coisas materiais (Provérbios 23:4-5; 28:22; 30:7-9; Mateus 6:19-20; I Timóteo 6:10, 17-19; Hebreus 13:5-6).

                        3.2.4 Não seja avarento e não ambicione coisas grandes demais (Eclesiastes 5:10; Lucas 12:15; Colossences 3:5).

                        3.2.5 Seja fiel na porcentagem que você determinou entregar ao Senhor, desde os 10% até mais (Gênesis 14:17-20).

3.2.6 Seja liberal nas ofertas, porém não irresponsável (I Crônicas 29:1-9; Provérbios 3:9-10; 11:24-25; Lucas 6:38; II Coríntios 8 e 9)

                        3.2.7 Seja sensível as necessidades dos outros (Deuteronômio 15:7-8; Provérbios 14:21, 31; Lucas 3:11; Romanos 12:13; Efésios 4:28; Colossences 3:12), prestar atenção nas advertências de provérbios 19:19 e II Tessalonicenses 3:6-16.

                        3.2.8 Tenha sempre um coração grato a Deus e esteja alerta à Sua ação nesta área (I Coríntios 10:31; Filipenses 2:14; I Tessalonissences 5:18).

4. Planejar

Provérbios 16:9.

                        4.1 Faça uma análise da sua situação financeira. Provérbios 27:23

                        4.2 Fale com seu cônjuge sobre seus propósitos e alvos nesta área - Amós 3:3.

                        4.3 Anote as despesas.

                        4.4 Faça um orçamento em ordem de prioridades.

                        4.5 Coloque o seu propósito diante do Senhor - Salmo 37:4.

5. Economizar.

            Aprenda a viver dentro do orçamento - Filipenses 4:10-13 - Pare com os gastos desnecessários - Provérbios 18:9; 21:20.

6. Investir.

Mateus 25:14-30; Lucas 19:11-26; Provérbios 31:13-16.

7. Porque não vejo a provisão de Deus e Seu agir nas minhas finanças?

            7.1. Porque não estou alerta - só vejo Deus nas coisas espirituais – não uso o dinheiro de forma a glorificar a Deus – Colossences 3:23-24; I Coríntios 10:31.

            7.2. Porque tenho violado Seus princípios sobre finanças. O resultado da quebra é escravidão financeira e inversão de valores. Eis os sinais da escravidão financeira:

            * Dívidas - Provérbios 22:7; I Coríntios 7:23; Romanos 13:8.
* Pressão constante dos pagamentos - II Reis 4:1-7; Tiago 2:6.
            * Perseguição da idéia de ficar rico - I Timóteo 6:9; Hebreus 13:5-6; Provérbios 1:19.
            * Preocupação excessiva com coisas temporais - I Timóteo 6:17-19; II Timóteo 2:4.


8. Como sair de dívidas e viver uma vida financeira equilibrada.

            8.1 Planejar os gastos - Provérbios 16:9:

            * Aliste as necessidades em ordem de importância.
            * Pare com qualquer gasto desnecessário.
            * Anote todos os gastos.

            8.2 Antes de comprar alguma coisa, dê a Deus a oportunidade de providenciá-la. Quando comprar, compre a dinheiro.

            8.3 Aprenda a gastar sabiamente - João 6:12

            * Pare de comprar à prestação e passe a comprar somente à vista.
            * Desenvolva uma resistência contra vendedores.
            * Quando precisar comprar, verifique: Faz o que promete? É este o melhor preço? O meu uso disto justifica a compra? Será preciso mesmo isto?

            8.4 Não presuma que a graça de Deus seja algo banal para apoiar atos irresponsáveis - Mateus 4:6-7.

            * Procure determinar porque o dinheiro está faltando?
            * Preciso dele?
            * Deus está provando minha fé?
            * Será que o dinheiro entrou e eu empreguei mal?
            * Esteja pronto a tirar lições de erros cometidos.

            8.5 Não tome dinheiro emprestado para comprar algo que desvalorize facilmente.

            8.6 Evite estas coisas como quem evita uma praga.

            * Emprestar dinheiro (dê, se você pode).
            * Ficar de fiador - Provérbios 6:1-5; 11:15; 20:16; 27:13; 17:18; 22:26-27.

            



































PLANILHA DE CUSTOS.


Despesas fixas
R$
Dízimo (10% do salário)

Missões (    % do líquido)

Aluguel ou prestação da casa

Consórcio

Escola das crianças

Cursos (Inglês, Computação)

Água, luz e gás

Alimentação (Supermercado)

Condomínio

Combustível

Jornal, Revistas, TV a Cabo

Telefone

Auxílio à Família

Fundo de Pensão

Seguros

          Casa

          Carro

          Vida

          Saúde

Poupança

Empregada, diarista

Outras

TOTAL




Despesas eventuais
R$
Ofertas voluntárias

Vestuários (roupas, sapatos)

Brinquedos

Restaurante, Cinema

Livros

Passeios, Congressos

Dentistas, médicos, farmácia

Outras

Outras

Total




Orçamento Doméstico
R$
Salário Familiar

Despesas mensais

Saldo



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS