TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

OS DEZ MANDAMENTOS 6 - O SEXTO MANDAMENTO

O SEXTO MANDAMENTO

            “Não matarás” – Êxodo 20:13

Quando Jesus falou a cerca do sexto mandamento, disse: “Ouvistes o que foi dito aos antigos: Não matarás... Eu, porém, vos digo que todo aquele que [sem motivo] se irar contra o seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo” (Mt 5:21 e 22).
O que significa isso? Que quando alguém o provoca, se você não consegue controlar seus sentimentos e atos, estará debaixo do mesmo julgamento que o assassino.
Jesus está mostrando que todos nós possuímos um impulso maligno dentro de nós que precisa ser controlado.
A maioria de nós sabe ser legal com aqueles que nos amam e que nos tratam bem. A verdadeira questão é você consegue ser bondoso com alguém que o magoou? Pode realmente amar alguém que o prejudicou?
A Palavra de Deus nos ensina que devemos amar aqueles que nos odeiam, que nos desprezam, que falam mal de nós; e ainda devemos orar por eles (Mt 5:43-48).
Esse ensinamento de Jesus, juntamente com o sexto mandamento é a única maneira pratica e sensível de viver que nos levará a:
·        Romper a corrente da violência;
·        Obtermos o controle sobre nós;
·        Agirmos com responsabilidade.
O perdão genuíno só é possível quando temos plena consciência da profundidade do perdão que recebemos. Isso implica dizer que o sexto mandamento, só poderá ser vivido em seu principio ético e moral, por aqueles que verdadeiramente experimentaram o perdão de Deus.

“O amor é paciente, é benigno;
O amor não arde em ciúmes,
Não se ufana, não se ensoberbece,
Não se conduz inconvenientemente,
Não procura os seus interesses,
Não se exaspera, não se ressente do mal;
Não se alegra com a injustiça,
Mas regozija-se com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”  (1 Co 13:4-7).



Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS