TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 23 de março de 2012

REFLEXÃO 43 - NÃO PERCA O CONTROLE!

NÃO PERCA O CONTROLE!
Mt 8.23-27

Você já perdeu o controle alguma vez? Não é preciso pensar para responder a esta pergunta, afinal é humanamente impossível termos o controle de todas as coisas.
Quem pode controlar a chuva? O vento? Uma bala perdida, uma vida perdida por fruto do descontrole.

Se pudéssemos controlar nossas vidas como podemos controlar um filme de DVD... seria possível evitarmos muitas coisas ruins, entretanto perderíamos a oportunidade de vivermos coisas extraordinárias que só se vive quando se assume que não tem mais o controle.
Existem muitas coisas na vida que estão fora do nosso controle, entre elas a tempestade. Uma tempestade pode causar diversos danos. O texto que lemos hoje nos mostra homens dominado pelo medo diante uma tempestade. Estes homens no determinado momento desta história assumem que não mais o que fazer... perderam o controle da vida.
Gostaria de destacar alguns acontecimentos dentro desta história.

1 – Entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram (v.23)
A vida estava caminhando normalmente. Jesus entrou no barco, os seus discípulos o seguiram no barco. O mar estava calmo, tudo estava no controle.
Às vezes em nossas vidas passamos por momentos de grande calmaria. O casamento está bem, o trabalho é ótimo, o salário é muito bom, os filhos são obedientes, tudo é maravilhoso, tudo está tão bem, nossa vida espiritual parece perfeita. Nada nos assusta.
Alguns dizem que é neste momento que se encontra o perigo. Relaxamos e duvidamos que algo ruim pode estar a espreita.
Jim Collins afirmou que “a crise obriga as empresas a ter foco. A prosperidade, não!” Essa verdade empresarial também serve para nós. Durante a crise precisamos manter o foco naquilo que desejamos alcançar, para não morrermos no meio do caminho. Por outro lado a prosperidade nos faz relaxar e perdermos o foco quanto ao nosso propósito, e quando percebemos já nos afastamos do nosso propósito maior que é glorificar a Deus.

2 – De repente...
Como dissemos a vida estava caminhando normalmente, Jesus e seus discípulos entraram no barco, tudo estava bem, não havia sinais de perigo no ar. De repente...
Quantas vezes em nossas vidas fomos surpreendidos por este termo “de repente”. Este é o anuncio de algo ruim, de algo que não estava sendo esperado, que escapa do nosso controle.
Na narrativa que lemos uma tempestade surge do nada... de repente ela estava ali, surrando o barco, apavorando os que nele se encontravam.
De repente chegamos em nosso trabalho e descobrimos que temos que assinar nossa carta de demissão, de repente ouvimos do médico que nossa doença é seríssima, de repente o casamento se acaba sem você entender o porque... de repente... Estas palavras são assustadores, são usadas quando temos a sensação que o chão foi tirado de nossos pés... perdemos o controle da vida... perdemos o controle do nosso barco.



3 – Desesperados...
Quando o “de repente” nos pega de surpresa somos tendenciosos a nos desesperarmos. Isso se deve porque sempre tentamos manter nossas vidas no controle, ainda que possamos não controlá-la tão bem, mas temos uma sensação de certo controle. Quando isso se vai... nos desesperamos!
Nesses momentos não raciocinamos muito bem. Queremos tirar a água do barco com copo, mas o mar joga água no barco com grandes baldes. Corremos de um lado para outro sem rumo, sem direção, sem sentido.
Ficamos desesperados quando percebemos que não há mais esperança. Não temos como salvar o barco. Não temos como salvar nossas vidas, nosso trabalho, nosso casamento. Não temos força para mudar o que parece imutável.

4 – Chamaram a Jesus
Em meio a todo desespero das pessoas do barco, Jesus dormia. Creio que Jesus estava muito cansado, afinal o barco estava balançando muito, as águas do mar se lançava sobre o barco, eu diria que era quase impossível para se dormir.
Por um momento no desespero alguém decide chamar a Jesus. Essa foi a melhor decisão. Jesus acordou mandou que o vento se acalmasse e que o mar sossegasse, e tudo voltou a estar bem novamente.
Quando o “de repente” surgir em sua vida, não se desespere, não tente tirar água com copo na tempestade, não fique andando sem senso de direção, corra para Jesus.
Jesus pode fazer o que não podemos fazer, Jesus pode mudar o que o homem crê que é imutável. Jesus é o nosso grande salvador.

5 – Se maravilharam...
Os discípulos se maravilharam porque Jesus acalmou a tempestade. Você irá se maravilhar quando chamar Jesus entrar em sua vida e acalmar seu coração, e colocar tudo em ordem.

Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS