TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A ORDEM DA SALVAÇÃO 3 - CONVERSÃO


A ORDEM DA SALVAÇÃO

CONVERSÃO
ESTUDO 3
  1. INTRODUÇÃO
    1. Mediante uma operação especial do Espírito Santo, a regeneração leva à conversão.
    2. A conversão pode ser uma crise repentina e aguda na vida do indivíduo, porém, geralmente vem de maneira gradual.
  2. A IDEIA BÍBLICA DA CONVERSÃO
    1. Conversões Temporais (falsa conversão)
      1. Pessoas que não apresentaram uma troca de coração
      2. A parábola do semeador, Mt 13.21-21
      3. Himineo e Alexandre, 1 Tm 1.19-20
      4. Ver também 2 Tm 2.17-18; 4.10; Hb 6.4-6 e 1 Jo 2.19
    2. Conversões Verdadeiras
      1. A conversão verdadeira nasce de uma tristeza santa e desemboca em uma vida de devoção a Deus, 2 Co 7.10.
      2. É uma troca cuja raiz está na obra de regeneração. Envolve a convicção de que a primeira direção da vida era néscia, equivocada e transtornava o curso inteiro da vida.
      3. Existem dois lados da conversão:
        1. Conversão ativa: É o ato de Deus por meio do qual ele faz com que o pecador seja regenerado em sua vida consciente, para voltar-se a Deus com arrependimento e fé.
        2. Conversão passiva: O ato consciente do pecador regenerado por meio do qual ele mediante da graça divina volta-se para Deus com arrependimento e fé.
    3. Conversões Freqüentes (se perdem no caminho e retornam ao mesmo)
      1. Depois de convertida a pessoa que tem uma queda temporal nos caminhos de pecado volta-se para Deus. A sua volta para Deus pode ser chamada de conversão. Ap 2.5, 16, 21 e 22 e 3.3, 19.
      2. Conversão no sentido salvador é um ato único que não se repete.
  3. AS CARACTERÍSTICAS DA CONVERSÃO
    1. Na conversão a pessoa desperta para uma garantia de que todos os seus pecados estão perdoados na base dos méritos de Jesus Cristo.
    2. A conversão não se dá na vida subconsciente do pecador, mas no seu consciente. Esta conversão está intimamente ligada com a regeneração.
    3. A conversão marca o princípio consciente da morte da velha vida e o surgimento da nova vida. O pecador, conscientemente, abandona a vida de pecado e busca a santidade de Deus.
    4. No sentido mais definido da palavra a conversão é um ato único que não se repete mais.
  4. O AUTOR DA SALVAÇÃO
    1. Deus é o autor da conversão. Somente Deus pode ser considerado o autor da criação, Sl 85.4; Jr 31.18; Lm 5.21.
    2. O indivíduo coopera na conversão. Devemos ressaltar que existe uma certa cooperação humana na salvação. Is 55.7; Jr 18.11; Ez 18.23, 32; 33.11; At 2.38, 17.30.
Rev. Antônio Carlos Barro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS