TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 10 de maio de 2013

REFLEXÃO 91 - AS BELEZAS DE CRISTO: SABEDORIA


AS BELEZAS DE CRISTO

O Que Cristo é para os Crentes

II. SABEDORIA

“Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência” Col. 2:3
O homem natural, sem Cristo, tem um problema constante por lhe faltar a sabedoria. Essa falta contínua faz dele um ignorante de sua falta de sabedoria e ele vive como se não lhe faltasse nada. Jeremias disse que o coração é tão enganoso que nenhum homem o pode conhecer (Jer 17:9). O coração do homem engana o próprio homem, dono do coração, para que ele não perceba que foi levado a tolice. As coisas de Deus, para o homem natural, “parecem loucura” e este “não pode entendê-las, porquê elas se discernem espiritualmente” (I Cor 1:23; 2:14). Mesmo o homem pudesse ver a sua situação não desejaria sair dela pois ele, na carne, não pode se sujeitar à lei de Deus (Rom 8:7,8). Mesmo que o homem pudesse sair da sua ignorância ele não desejaria pois o homem natural realmente está preso aos laços do diabo (II Tim 2:26) e com o seu entendimento cegado (II Cor 4:4).
Deus é diferente do homem pois para Ele não há limitações (Rom 11:33-36). A Bíblia descreve o SENHOR como tendo a lei perfeita, testemunho fiel, preceitos retos, mandamento puro, temor limpo e juízos verdadeiros juntamente justos (Sal 19:7-9).
Devido a regeneração em Cristo através do Espírito Santo (Tito 3:5) vêm uma operação de Deus que dá ao homem uma nova natureza (II Cor 5:17), pela qual o homem discerne bem a tudo (I Cor 2:15), pois recebemos um “entendimento para conhecemos o que é verdadeiro” (I João 5:20).
Cristo é como os eleitos de Deus com “sabedoria, e justiça e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.” (I Cor 1:30,31). Todos os tesouros da sabedoria e da ciência estão escondidos em Cristo. (Col. 2:3; Lu 2:40). Essa beleza ilumina o conhecimento da glória de Deus (II Cor 4:6). Tendo Cristo possuiremos a beleza da sua sabedoria que produz os seguintes efeitos na vida do crente.


A. Preenche a nossa falta de sabedoria
Enquanto estivermos nesse corpo de carne teremos problemas com a nossa velha natureza e com a falta de sabedoria gerada pela carne (Rom 7:18, 23). Ainda temos limites, não somos aperfeiçoados completamente (I João 3:2). O mandamento divino é pedir e buscar em Deus o que nos falta (Mat. 7:7,8; Tiago 1:5).
Como andam seus negócios? Você precisa de sabedoria para criar seus filhos? O seu relacionamento com os vizinhos, família e a sociedade é bom? Você está precisando de sabedoria? A beleza de Cristo é: nEle estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência (Col. 2:3). Podemos ter soluções sábias pois temos por Cristo a nova natureza pela qual podemos discernir inclusive as coisas de Deus (I Cor 2:15).
“E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus” Tiago 1:5
Procure estar em conformidade à imagem de Cristo tendo igualmente as suas reações, a sua palavra na boca e a obediência que Ele teve. Assim você conhecerá o princípio do conhecimento (Prov. 1:7).

B. Guia-nos pela vida
O crente, mesmo não procurando tal situação, encontra-se freqüentemente em lugares escorregadios. E isto não acontece somente com crentes novos ou fracos. O Salmista diz pela inspiração: “Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos” (Sal 73:2). Este mesmo servo de Deus falou em outra ocasião que seu pé vacilava (Sal 94:18) e aconteceu que ele se sentiu como um “odre na fumaça” (Sal 119:83). Tudo isso indica a realidade em que o crente vive, tendo que passar por situações pesadas e difíceis, tendo um caminho escuro a trilhar. Adicione à realidade de uma vida difícil um coração enganoso e uma natureza pecaminosa que o crente ainda possui, pois pode ser vista a sua necessidade de ser guiado.
Os caminhos de Deus são mais altos do que os nossos caminhos e os Seus pensamentos mais altos do que os nossos pensamentos (Isa 55:8,9). Os caminhos de Deus são inescrutáveis (Rom 11:33) e “faz maravilhas sem número” (Jó 5:9).
O crente deve andar aqui no mundo para a glória de deus, mas há lugares escorregadios, um coração enganoso e uma natureza pecaminosa mas também os caminhos de Deus são superiores aos nossos. Tudo isso mostra a necessidade do crente ser guiado no caminho que tem a trilhar.
Com isso as belezas de Cristo vêm se manifestando, lembre-se que nEle estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência de Deus (Col. 2:3) e por Cristo somos feitos um templo de Deus para a habitação do Espirito Santo( I Cor 6:19,20).
Por estarmos em Cristo temos o Espírito Santo e a sua obra é guiar-nos como filhos de Deus (Rom 8:14) nos dizendo na hora certa o que devemos falar (Mar 13:11). As belezas de Cristo são ministradas a nós pelo Espírito Santo pois a sua obra é testificar a si (João 15:26). Quando temos a obra do Espírito Santo conosco ele nos ensina todas as coisas e traz à nossa memória Cristo (João 14:26) e cumprindo assim a profecia: “E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nEle, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda.” (Isa 30:21).
Para termos essa beleza de Cristo andando conosco é necessária obediência (Lev 26:3-13) caso não aconteça isso teremos Ele andando contrariamente a nós. Se buscarmos primeiramente o reino de Deus, todas as outras coisas que precisamos nos serão acrescentadas (Mat. 6:33), pois quando o SENHOR é o nosso pastor, nada nos faltará e podemos até mesmo andar pelo vale da sombra da morte (Sal 23:1, 4). Tudo isso por Cristo.

C. Estabelece-nos
Estando em Cristo temos uma posição maravilhosa pois somos feitos filhos de Deus, “E, se nós somos filhos, logo somos herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo” (Rom 8:17). Tendo esta posição estaremos num lugar firme. Por isso o Salmista diz: “o SENHOR tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos (Sal 40:2).
Cristo é a “rocha” de Mateus 16:18 sobre a qual a igreja foi estabelecida e a vida com Ele é firmada no único fundamento que pode resistir a qualquer tempestade (I Cor 3:11; Mat. 7:25).
Na vida de cada um vêm varias vezes padecimentos, mas somente o que é permitido por Deus, (I Cor 10:13) somente o que opera no crente a paciência para a sua perfeição (Tiago 1:2-4). Estando em Cristo o Cristão está sob os cuidados de Deus Pai, as orações do Filho (João 17:20) e a presença do Espírito (Rom 8:8). Por isso Pedro conforta-nos dizendo “E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá.” (I Ped 5:10). Esse estabelecimento se dá por meio de um maior conhecimento de Cristo (Efés 4:13,14, “não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina”) Por Cristo, o crente tem a beleza de ser estabelecido.
Este estabelecimento se dá somente através da verdade, Cristo, de outra maneira vive-se sem paz (Isa 48:22). Você já está em Cristo?
“Para que saibais que tendes a vida eterna” I João 5:13

D. Conforta-nos - Col. 2:9
A falta de sabedoria e as limitações da carne freqüentemente deixam-nos desanimados, tristes, preocupados e confusos. A beleza de Cristo é: Ele é a sabedoria de Deus (I Cor 1:30). Deus nos iluminou para conhecermos a Ele por Cristo (II Cor 4:6) e assim podemos ser confortados.
Cristo conhece o começo do fim. Cristo é o Todo - Poderoso, Deus Conosco (Apoc 1:8; Mat. 1:23). Por Cristo Deus nos dará qualquer coisa para o nosso bem (Rom 8:31,32). Cristo é o conselheiro e Seu principado é paz a qual não terá fim (Isa 9:6).
Podemos ter falta de visão; podemos estar preocupados olhando à carne, às limitações da carne, o mundo mas, meditando em Cristo a sua posição com Deus dá-nos conforto. Obedecendo Ele o crente terá paz em qualquer instância.

E. Faz com que nossas vidas resultem na Glória de Deus - Rom 8:28
Devido a sabedoria de Deus em Cristo e devido Cristo ser Deus, Ele sabe o começo do fim. Este conhecimento leva as nossas vidas a terminarem dando glória a Deus.
Jesus orou pelos seus (João 17:20) e continua intercedendo por eles (Heb 7:25). Essa oração tem o propósito de que os Seus sejam completos em união (João 17:23), que vejam a glória de Deus em Cristo (João 17:24) e que conheçam a Deus, o Pai, cada vez melhor (João 17:26). Esta é uma oração dirigida com amor e sabedoria por aquele que tem todos os tesouros da sabedoria escondido nEle.
Deus atenta para as orações dos filhos e por isso sabemos que temos desde já todas as coisas necessárias para vivermos (Rom 8:32,37). A nossa vida vai mesmo dar glória a Deus pelo Espírito que vive em nós e pelas sábias súplicas de Cristo em nosso favor. Eis a beleza de Cristo.
Para ver este fato já colocado em prática basta examinar as vidas de Moisés, Josué, Daniel e Paulo. Nenhum destes tinham uma vida acompanhada somente por delícias e paz, mas conheciam a constante oposição do homem. Mesmo assim, as suas vidas deram glória a Deus pois mesmo nas aflições somos conformados mais a imagem de Cristo para a glória de Deus (I Ped 5:10,11).
Enquanto Cristo ora por nós para nos encorajar na obediência a Palavra de Deus procuramos a força de Deus necessária para confiarmos nEle e fazermos o que ele pede. Está tudo bem, Cristo é feito a nossa sabedoria e isso leva nos a dar glória a Deus. Se Deus está recebendo a glória, então, está tudo certo. 


AUTOR DESCONHECIDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS