TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

REFLEXÃO 156 - A DESCOBERTA MAIS SUBLIME


A Descoberta mais Sublime


"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." (Isaías, 55.6) 

Se há uma sensação terrível de se lidar, é a "rejeição". A rejeição é como uma negação de nossa humanidade. É como se fôssemos excluídos da face da terra... você já sentiu assim? Ahh... é ruim, não?

Damos tanto valor ao que os outros pensam ao nosso respeito, e queremos tanto ser aceitos por quem nos rodeia, que passamos boa parte do nosso tempo fazendo "coisas" que visem alcançar a atenção das pessoas. Desde nossa preocupação com a roupa que usamos até as grandes realizações, tudo está (quase sempre) ligado ao desejo de sermos notados. Ser notado, aceito e amado é muito mais que um simples capricho humano, é uma necessidade básica. Quem não ama adoece, quem não é amado cai enfermo. Há um provérbio que expressa: "Para aqueles que não entendem de amor, a Terra não é redonda nem quadrada. É chata!".

A grande tragédia que colhemos desta frenética busca cotidiana por aceitação revela-se quando todo o investimento feito parece não resolver e corresponder às nossas expectativas. Investimos, mas somos rejeitados! Nos doamos aos outros através do companheirismo, amizade, amor... mas percebemos que nosso sentimento muitas vezes é lançado ao chão e pisado sem respeito, sem carinho, sem afeto algum; até podemos dizer como o poeta irlandês, Yeats: "Espalhei meus sonhos aos seus pés. Caminhe devagar, pois você está pisando neles...". Nos sentimos traídos... abandonados... frustrados... Afinal, para que serviu todo o investimento que fizemos? Resolveu ou preencheu verdadeiramente o vazio que havia (ou há) dentro dos nossos corações?

Quando temos a coragem de nos fazer tal pergunta e encarar tal realidade, verdadeiramente estamos no caminho certo! Estamos lidando com a nossa finitude, com nossas limitações e nos abrindo para a descoberta mais sublime: precisamos de Deus! 

Quando buscamos ser aceitos, na verdade estamos inconscientemente buscando a Deus.

Quando buscamos ser amados, na verdade estamos inconscientemente buscando a Deus.

Quando buscamos ser notados, na verdade estamos inconscientemente buscando a Deus.

Quando buscamos o sucesso, a realização pessoal, a felicidade... na verdade estamos inconscientemente buscando a Deus.

Podemos debater com esta verdade... e sofrer as duras agruras da existência, mas enquanto não nos conscientizarmos de que é a Deus Quem procuramos, iremos vaguear no limbo da inconstância humana, tendo que encarar o fracasso de inúmeras realizações que não dão sentido à vida, e que não preenchem o vazio de um coração que geme em busca de amor e de aceitação... que geme em busca de Deus.

Rev. Ézio Martins de Lima 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS