TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 21 de maio de 2014

ESTUDOS 47 - A FAMÍLIA COM DEUS - PROGRAMA DE DISCIPULADO

 A Família com Deus - Programa de Discipulado


A base de uma Família se faz através de um relacionamento satisfatório com Deus. E, para alcançar este relacionamento é necessário que cada membro se relacione individualmente com Ele, em especial, os cônjuges.
Quase todos os nossos problemas resultam do fato de não termos um relacionamento com o Senhor, a dois. Quando chegamos e nos relacionamos com Ele de uma maneira séria, dando-lhe o lugar que lhe é devido em nossas vidas, então os nossos problemas são levados pelo rio do Espírito que corre dentro de nós.
Quando o Senhor criou o homem e a mulher, estabeleceu um plano perfeito para seus relacionamentos. Este plano O incluiria. A harmonia do homem com sua esposa derivava da harmonia de ambos com seu Criador. Ele era o centro da vida de Adão e Eva e todas as demais coisas giravam em torno dele. Após a queda, esta ordem foi alterada, surgindo então os distúrbios. O homem passou a ser o centro de si mesmo e da mesma forma a mulher. E hoje nos encontramos em uma situação onde, embora tenhamos o mesmo relacionamento homem, mulher, falta-nos, porém, a fonte de transformação e Graça que opera harmonia, que é Deus.
Em Gênesis 12:30, Deus disse a Abraão que faria abençoar todas as Famílias da terra, através de sua posição. Em Gen. 18:17-19, Ele mostra que um dos motivos pelo qual o chamou, foi porque percebeu que Abraão levaria sua Família ao Senhor. O plano de Deus que foi revelado aqui é que ele transmitiria a todos os seus filhos o conhecimento divino. Em Deuteronômio 6:7, Deus ordenou ao povo de Israel que ensinassem aos filhos seus conhecimentos divinos. Deus sempre se preocupa com a próxima geração, ou seja, os filhos. Ele sempre ordenou que cuidados fossem tomados para que os filhos fossem instruídos nos seus caminhos. A herança conhecida pelos pais passou aos filhos.


Exemplos:
a) Coluna de Pedra - Josué 22:10-24
b) Escrever nos umbrais - Deuteronômio 6:8-10
c) Festa da Páscoa - Êxodo 12
O Lar deve ser o lugar onde o evangelismo, o batismo com o Espírito Santo e, as demais experiências de vida, possam acontecer. Não é preciso esperar que as crianças tenham isto na Igreja, pois o próprio Lar pode oferecer todas essas coisas, talvez de forma mais apropriada, visto que, o tempo à dispor é bem maior.
Assim cremos que os pais não deveriam permitir que apenas a Igreja tomasse essa responsabilidade, mas eles deveriam sentir-se responsáveis diante de Deus por esta formação. A responsabilidade deles é formar os filhos no sentido mais pleno do homem, e isto inclui: corpo, alma e espírito. Estas três áreas devem ser observadas, orientadas e supridas. A maioria dos pais faz bem a primeira parte. Eles cuidam adequadamente dos corpos dos filhos, dando alimento, proteção, vestimentas etc. Também uma maioria chega a se preocupar com a segunda parte, ou seja, a alma. Cuidam dos aspectos mentais e emocionais dos filhos. Passam tempo conversando, tanto para produzir suprimento como a cobertura emocional que eles necessitam. Mas poucos preocupam-se com o fator espiritual, ou seja, levar os filhos à maturidade espiritual. Os pais devem sentir que são responsáveis por esta área diante de Deus, sabendo que se não o fizerem estarão falhando dentro do propósito do Senhor.
Tendo em vista este pensamento, que é nossa responsabilidade a formação espiritual dos filhos, cabe-nos a pergunta: Como fazer isto ? Qual a maneira prática em que este processo acontece ?
É necessário ressaltarmos a fundamental importância da Família apresentar-se junta diante de Deus; pais e filhos em unidade com o Senhor. Desde cedo o filhos precisam ser acostumados a se aproximar de Deus, e a melhor maneira para se fazer isto, é por meio das reuniões nos Lares. Só o ato de nos assentarmos juntos para orar, mesmo que não seja um longo tempo. mostra à criança a seriedade com que os pais encaram Deus e a comunhão com Ele. Que para eles, a vida espiritual não é apenas uma casca, mas uma realidade vivida dia-a-dia. Os filhos precisam ver e sentir que Deus é importante para seus pais. Que é honroso levar a sério os princípios espirituais. O exemplo vivo ensina mais que qualquer teorização.

1 - O PROPÓSITO DE DEUS PARA A FAMÍLIA
O propósito de Deus para a Família é que ela seja um veículo para cooperar com o Propósito Eterno de Deus, que é ter uma Família de muitos filhos, conforme a imagem de Jesus, para que seu Reino seja estabelecido na terra.
Meios básicos usados por Deus na Família para que seu propósito seja atingido (propósito específico)
a) Procriação Gn 2:18 1:28
b) Desenvolvimento e formação moral , social e espiritual do ser humano.

A FUNÇÃO DO MARIDO NESSA FORMAÇÃO
1.Governo da Família (Gn 3:16; ICo 11:3; Ef 5:23).
2.Sacerdote da Família. Como sacerdote ele coloca a sua Família diante de Deus, em oração
(Jó 1:5).
3.Profeta da Família. Como profeta ele tem a função de apresentar Deus à Família
(Deut 11:18-23).
4.Provedor da Família (Gn 3:19; ITm 5:8).
5.Protetor da Família. Proteção contra o que vem de fora (qualquer investida contra a esposa e os filhos; e, contra o que surge de dentro. Proteger a esposa contra a rebeldia dos filhos e dos envolvimentos emocionais - IPe 3:7).
6.Ser cheio de amor para com a esposa e os filhos (IPe 3:8; Ef 5:25).

A FUNÇÃO DA ESPOSA NO DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO DA FAMÍLIA
1.Ser auxiliadora do marido. (Gn 2:18)
2.Ser submissa ao marido, (Ef 5:22), mesmo ao marido não crente (IPe 3:1)
3.Respeitar ao marido (as suas virtudes e não ressaltar os seus defeitos. (Ef 5:33).
4.Ser dona de casa (Marido, provedor; Esposa, administradora) -Pv 31:10-31)

A FUNÇÃO DO CASAL NO DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO DOS FILHOS.
1.Criar os filhos segundo os padrões de Deus (Cl 3:21; Ef 6:3; Deut 6:4-9; Pv 22:15).
2.Ser exemplo para os filhos em todas as áreas da vida. (IICr 27:2; IICr 20:32.

CONCLUSÃO:
Cada casal deve estar consciente de que todos os seus atos de relacionamento de Família, até mesmo fazer a comida e lavar a roupa devem convergir para o eterno propósito de Deus.. Somente os casais bem estruturados e conscientes dessa responsabilidade, poderão ajudar outros casais que vão chegando à Igreja, contribuindo também dessa forma para a concretização do propósito eterno de Deus.


 2 - FINANÇAS E FAMÍLIA
A grande maioria dos casais constroem a vida juntos. Há força e disposição para trabalhar, visando um futuro tranquilo financeiramente. E para isso não medem esforços. O marido estuda e trabalha em dois empregos, a esposa coopera como pode. E muitos desses casais conseguem, depois de dez a quinze anos, uma certa estabilidade financeira, desde que sejam bem controlados e organizados. Voltando-nos para a Bíblia, notamos a bênção de Deus na área financeira de vários homens de Deus, pois Sua bênção está em todas as áreas da vida. Muitos do cristãos, hoje em dia, crêem que o evangelho é só o para o espírito, mas Jesus veio pregar o evangelho total a fim de proporcionar o corpo, alma e espírito transformados. Por isso ele deve entrar em nossa vida e transformar, totalmente, a nossa maneira de viver.
O amor ao dinheiro é a raiz de todos males (ITm. 6.10), mas só a falta de controle financeiro já pode ocasionar muitos problemas. Uma grande maioria dos casamentos tem fracassado devido aos problemas financeiros. Os problemas e os conflitos do Lar, somados com as pressões financeiras de dívidas, gastos indevidos, geram ira, amargura e por fim, a separação. Devemos entender que somos mordomos do que temos; nossas vidas, nossas Famílias, nossas posses pertencem a Deus. Por isso o primeiro passo, é uma entrega total a Deus. Devemos entender que o casamento significa trabalho e vida em equipe. Muitos maridos, sob a influência do machismo latino-americano, não informam as suas esposas nem quanto ganham. Na verdade, tudo deve ser compartilhado para que exista harmonia total. Nenhum dos dois deve considerar nada só seu. Existem esposas amarguradas pela forma com que seus maridos as tratam com respeito ao dinheiro, como se ele fosse o patrão e ela a empregada. Você pode achar que este é o lugar da esposa em submissão, mas é bom lembrar que submissão não significa anulação. A mulher deve estar no lugar dela que é de ajudadora e auxiliadora idônea.
Deve ser feito um orçamento para controlar os gastos excessivos e desordenados. Não podemos menosprezar o orçamento, nem mesmo os que já estão individados. Estes, também, necessitam do orçamento familiar, para ajudar o equilíbrio das despesas. Planeje um orçamento simples e prático: Comece honrando a Deus com as primícias da sua renda, entregando o Dízimo (Mal. 3:10). Depois comece uma lista das prioridades da Família, como:
Gasolina (Caso tenha carro), ou passagens de ônibus
Prestações
- Poupança (Devemos ter um alvo)
- Empregada
- Vestuário e outros compromissos.
1) - Alimentação básica
- Aluguel (Caso não possua casa própria)
- Contas de água e luz etc.
- Escola das crianças
- Alimentação complementar
Cada casal, deve ter sua lista particular, com suas prioridades, a fim de que todo o compromisso financeiro seja analisado quanto à sua real necessidade.

AS FINANÇAS E A IGREJA LOCAL
1 – DÍZIMOS> - Devemos "devolver" 10% para Deus (Lembre-se que os 90% também são dele).
MI 3:8-12; Lv 27:30,32; Nm 18:21-30; Dt 26:1-19; Gn 14:18-20; Gn 28: 20:22; Lv 28:30-33
Conseqüências ? Deus vai agir com todo seu poder e riqueza a seu favor!
2 –OFERTAS EXPONTÂNEAS - Um ministério de contribuir, pela graça. Rm 12:8b; Co 8 vs 1 a 5
Exemplos dos Macedônios;
vs 7 - Ministérios na graça de Deus (9:8-10);
vs 8,9 - Prova de amor;
vs 10,12 Baseia-se no que se tem;
vs 6,13-16,24 - Homens fiéis devem administrar sua aplicação.
II Co 9: vs 1-5 - Exemplo de liberalidade (não ser "pão duro")
vs 7 - Dar d e coração;
vs 11-12 - Contribuir para louvor a Deus;
vs 13 - Contribuir para união do povo de Deus
Programa de Discipulado - ComplementarLição 25

O PLANO DE DEUS NAS FINANÇAS - DEUS É O CRIADOR E TUDO O QUE TEMOS É DELE.
A) NÓS PERTENCEMOS A DEUS. - I Cr 29:10-16; Sl 24:1,2; Gn 1: 26; ICo. 6.19,20; ICo. 3.21-23
B) NOSSA FAMÍLIA, VIDA E SAÚDE - NOSSAS PROPRIEDADES SÃO DE DEUS - Jó 1:3,21;
Ecl 5: 19; 6:2; Pv 22:2; Ag 2:8; At 4:32.

CONCLUSÃO: Reconhecer que tudo que eu possuo pertence a Deus, e devo ser agradecido a Ele com o que tenho, seja muito ou pouco.

COMO PROCEDER COM O DINHEIRO E BENS DENTRO DA VONTADE DE DEUS.
A) RECONHECER QUE O AMOR AO DINHEIRO, AMBIÇÃO DE RIQUEZA E AVAREZA SÃO PECADOS, E NÃO AGRADAM A DEUS.
"Devemos como homens de Deus fugir destas coisas" I Tm 6:7-11; Pv 23:4,5; Ecl 5: 10; Mt 6:19-24; 19:16-26; Lc 16:13; Ef 5:5.

B) RECONHECER QUE NOSSOS BENS SÃO MEIOS DE CUMPRIR COM O PROPÓSITO DE DEUS EM NOSSA VIDA.
1 - "Juntar tesouros no céu" Mt 6:19-21. É o meio de ter o coração lá!!!
2 - Aumento de nossa renda (Salários, Lucros, Propriedades, Colheitas e Criação) também nos são dados para cumprir Seu Propósito. I Tm 6:17,18,19; Dt. 26:12,17-19; Lc 16:1-12.
CONCLUSÃO: O que é cumprir o Propósito de Deus ? JESUS, o Filho de DEUS VIVO VIVENDO EM VOCÊ! Por isso, devemos dedicar-lhe tudo que possuímos para que se cumpra este Propósito!

C) DÍZIMO É O SINAL QUE VOCÊ JÁ RECONHECEU QUE TUDO É DO SENHOR!
1 - Nosso Pai na fé, Abraão pagou - Gn 14:20.
2 - Jacó, Israel pagou - Gn 28:20-22.
3 - Jesus, ordenou! Mt 23:23.

D) SUSTENTO DE NOSSAS NECESSIDADES MATERIAIS.
1 - Realmente, são duas nossas necessidades: Comida e roupa.Mt 6:25-34; I Tm 6:8; Fp 4:19.
2 - Nunca devemos ter ansiedades por estas necessidades: Fp 4:4-6; I Pe 5:7.
3 - Pedir a Deus com confiança sobre necessidades é certo: Lc 11:3,9-10; IJo5:15; Mt 6:11.
4 - Outras necessidades também podem ser supridas! Sl 37:3-7; Dt 8:11-18.
5 - Isto que desejo, ajudará no propósito de Deus em mim ? Vou ajudar outros ? Vou ser mais produtivo para o Senhor ? Tg 4:1-3.
6 - Trabalhe duro, firme, constante, dentro do Propósito de Deus:
Ef 4:28; I Ts 4:11,12; 2 Ts 3:6-12; At 20:33-35; Pv 6:9-11; 10:4; 20:13; 21:17.
7 - Progredir, aumentar e investir no que Deus já nos deu: Mt 25:26,27.
8 - Aceitar perdas e mudanças da situação financeira: Jó 1:21; Fp 4:12; Hb 13:5.

CONCLUSÃO : Não devemos querer ganhar dinheiro só para comprar coisas ou melhorar de vida, mas sim, reconhecer o que DEUS está querendo ao nos dar um pouco mais do que COMIDA e ROUPA. Em determinadas ocasiões precisamos ajustar-nos à vida mais simples para poder investir no REINO DE DEUS na época de abundância.

3 - UNIDADE DA IGREJA NÍVEL ABSOLUTO E NÍVEL RELATIVO 
Unidade não é necessariamente uniformidade. Podemos ter gostos diferentes, ministérios diferentes, mas isto não impede que desfrutemos da Unidade. As tribos de Israel embora bastante diferentes, uma das outras, tinham um nível e um sentimento de unidade bem acentuado, e todas tiveram uma bênção profética específica – Gn. 49.28.
Quanto a nós, Igreja, entendemos que a Unidade, a NÍVEL ABSOLUTO, já foi concretizada na Morte e Ressurreição de Cristo Jesus – Jo. 12.32; Rm. 6.5 "para reunir em um só corpo os Filhos de Deus, que andam dispersos " – Jo. 11.52 Já temos por herança esta Unidade. Há somente um Corpo, um só Espírito, um só Senhor, um Só Deus – Ef. 4.4-6.
O Senhor já nos tem transmitido a Sua Glória – Jo. 17.22. A questão agora, cremos, se restringe ao NÍVEL RELATIVO, ao funcionamento juntos, à cooperação e ao entendimento e compreensão. Isto vem pelo amadurecimento; é uma questão de aperfeiçoamento, é obra de convencimento do Espírito Santo – Jo. 17.23. ICor. 12.12,13
O Espírito Santo já tem sido derramado -At. 1.14; 2.1-4, e estará usando os Ministérios para alcançar o objetivo da Unidade prática – Ef. 4.11-13. Cristo Jesus já fez tudo o que tinha que fazer. Tudo está consumado – Jo. 19.30. Agora é tempo do Espírito Santo. Ele é o que está levantando a nova geração dos "mais que vencedores".
Esta vitória, os aspectos práticos da Unidade, começa na vida pessoal e na Família, depois na Igreja Local e depois alcança a Igreja como um todo na Cidade– Sl. 133.1-3, Dt. 32.30; Mt. 18.19,20.
Precisamos estar no lugar da obediência, do toque da trombeta, lugar da Unidade prática, para alcançarmos juntos as vitórias que o Espírito Santo de Deus já tem preparado para nós - Js. 6.10,20.

AUTOR DESCONHECIDO


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS