TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

REFLEXÃO 242 - A HORA ESCURA

A HORA ESCURA
SALMO 3



INTRODUÇÃO
Momento difícil para Davi. Perseguido pelo filho. História em 2Sm 16-19. Na realidade, chegou a ser destronado (2Sm 15.14). A perseguição do filho já doía bastante. Além disto, a deslealdade de amigos (vv. 1, 6, cf. 2Sm 15. 12), o boato de que Deus o abandonara (v. 2), e crise no meio do povo por causa de uma guerra civil que Absalão desencadeara (v. 8 , onde ele pede pelo povo). Kidner chama de "A hora escura". Há quatro idéias no salmo.

1. AS PESSOAS FALHAM E ATRAIÇOAM - VV. 1-2
V. 1 - Espantado com o que acontece. Não esperava. Diminuíam os amigos e aumentavam os inimigos. Que lição! Muitos amigos somem na hora da crise, ou mudam de lado, quando caímos em desgraça. Os adversários esperam sua ruína. Os amigos o abandonaram. Isto também doía: Sl 55.12-14, Aïtofel e Husai, em 2Sm 16.15-16. Odiado pelo filho e traído pelos amigos. Mas houve um lado positivo: 2Sm 16.11-12. É na hora escura que mais devemos buscar a Deus.

2. MAS HÁ UM DEUS QUE PROTEGE - VV. 3-4
V. 3 - Diante disto: MAS. É assim que ele começa a confiar. Exército contra ele. Deus é seu escudo. Exalta a minha cabeça, em vez de abaixar a cabeça, Deus a levanta. As pessoas nos fazem cair, Deus nos levanta. Esta compreensão começa quando ele ora. Tem a certeza de que Deus responde (v. 4-b). Na hora da aflição, ele ora. Que fazemos? Arrancamos os cabelos? E oramos por orar ou na certeza de que ele ouve?

3. OS EFEITOS DA PROTEÇÃO DIVINA - VV. 5-6
V. 5: Dorme sereno porque sabe que Deus vai ajudá-lo. Perdemos o sono. Ele foi dormir tranqüilo. Que contraste com a situação dele em 2Sm 15.30. No v. 6 vemos que por confiar em Deus ele não teme. "O Senhor me sustenta" (v. 6). Orar é mais que dizer palavras. É descansar em Deus. A igreja primitiva, na sua primeira hora de crise, agiu com a mesma confiança: Atos 4.24-31. Lição para nós.

4. A VITÓRIA E A BÊNÇÃO DO QUE CONFIA - VV. 7-8
Davi era o rei. Não esperava apenas alívio. Esperava vitória. Somos chamados à realeza (Ap 22.5). Devemos esperar mais que alívio. Buscar vitória. O v. 7 parece duro? Os inimigos deviam ser vencidos (Davi não era um cristão, mas um hebreu). Sua salvação não vem de Aïtofel nem do exército. Vem de Deus (v. 8). Pede bênçãos para o povo também. Há pessoas que nunca intercedem. Só pedem por si. Eternos pidões, que nunca amadureceram. Quem recebe bênção, quer que os outros a tenham.

CONCLUSÃO
Do espanto (v. 1) à certeza da vitória (v. 8). Do pedido por si ao pedido pelo povo. Quem ora deve crer que será atendido. Quem recebe bênção deve buscar bênção dos outros. Mas a grande lição: a dor deve nos levar para mais perto de Deus.

AUTOR DESCONHECIDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS