TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

REFLEXÃO 243 - A HUMILDADE ANTE A SOBERBA

A HUMILDADE ANTE A SOBERBA 


Antes de ser quebrantado, eleva-se o coração do homem; e, diante da honra, vai a humildade. (Pv. 18:12): O galardão da humildade e o temor do SENHOR são riquezas, e honra, e vida. (Pv. 22:4): A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra. ( Pv 29:23): Vindo a soberba, virá também a afronta; mas com os humildes está a sabedoria. (Pv 11:2).

Ninguém consegue propagar o Evangelho aos homens, ou levar à frente a obra da implantação do reino dos céus, tendo plena aprovação de Deus se para com este trabalho; ou para atingir este sucesso; depender da derrota do nosso próximo.A legitimidade de qualquer trabalho reconhece-se pelos interesses ocultos que está por trás da ação de se querer fazer este trabalho, ou seja, EU, quero realizar este trabalho, por que vou me beneficiar com sua plena realização; por isto me esforço e luto a todo preço para atingir essa meta, não me importando que, para lograr o meu sucesso, precise derrotar o meu irmão; mentir; desarticular pessoas que estão bem e próspera no trabalha de Deus; porque o sucesso destas pessoas, "impedem" que o meu trabalho seja visto pelos outros; precise também apontar os erros e as falhas alheias; para que assim não se sobressaiam os meus defeitos; fraquezas e prepotência. 



A HUMILDADE DEVE SER CULTIVADA
Jesus tinha que passar pela cidade de Samaría, ora!, os discípulos sabiam que os samaritanos não se comunicavam com os judeus, e eles precisavam passar pela cidade deles, tinham que ser humildes e respeita-los, porque passaria por dentro de seu território; é tanto que o próprio Jesus atentou para isto, e mandou mensageiros à frente; para com humildade e educação pedirem a "permissão" deles, mais os discípulos foram prepotentes, achavam que por serem seguidores do Mestre dava-lhes autoridade de mandarem nos direitos, nas opiniões e nas cidades alheias; muitos crentes se acham santos demais e agridem as opiniões alheias, dando mal testemunhos e ainda dizem que "eles estão ENDEMONIADOS; a bíblia nos ensina diferente, "...Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo? (Ec. 7:16) ". A prepotência deles extrapolaram; por não terem tido boa recepção dos Samaritanos; voltaram para o seu Mestre e disseram num tom de quem exerce a magistratura no direito, "...Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez?" - O Mestre vendo neles, as suas idiossincrasias, os reprovou sabiamente dizendo: "Voltando-se, porém, repreendeu-os e disse: Vós não sabeis de que espírito sois. Porque o Filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. ..." (Lc. 9:54-56) . Hoje em nossas igrejas, infelizmente, sabemos que nem todos, mais uma minoria, se acham revestidos da "Magistratura Eclesisástica", e humilha, governa com rigor, e sobretudo não querem ouvir, e sim fazer que todos ouçam e cumpram as suas idéias de "fazer descer fogo do céu", contudo que, seu "projeto empresarial" dentro da igreja vá avante com pleno sucesso. Estes agem como os "magistrados do direito"agiram no julgamento de Jesus diante de Pilatos; isto nos faz lembrar de uma das melhores e menos conhecidas páginas de Rui Barbosa, onde ele examina à luz do Direito Hebraico e Romano, o processo de Jesus; quando ele diz: "...Aos olhos dos seus julgadores, refulgiu sucessivamente a inocência divina, e nenhum ousou estender-lhe a proteção da toga. Não há tribunais, que bastem, para abrigar o direito, quando o dever se ausenta da consciência dos magistrados..."
Assim agem alguns de nossos obreiros, deixando que o supremo dever de fazer cumprir as ordenanças das Sagradas Letras se esvaiam da consciência da magistratura eclesiástica."...Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer essas coisas e não omitir aquelas. (Mt 23:23)."
Outro exemplo foi quando os discípulos interpolam o seu Senhor, acusando um homem, de fazer o trabalho de libertação expulsando demônios, sem seguir o Mestre, (Mc 9.38-50) E, respondendo João, disse: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava os demônios, e lho proibimos, porque não te segue conosco. E Jesus lhes disse: Não o proibais, porque quem não é contra nós é por nós.
Na realidade não era pelo fato deste homem expulsar demônios, libertando pessoas, mas, sobretudo porque estava fazendo um trabalho que os próprios discípulos não estavam conseguindo fazer, "... não se sabe se era por falta de compromisso com Deus, ou se era falta de humildade."; o fato é que, movidos pela Inveja e diante do próprio fracasso de pouco tempo antes, não ter podido expulsar o demônio de uma criança; "E um da multidão, respondendo, disse: Mestre, trouxe-te o meu filho, que tem um espírito mudo; e este, onde quer que o apanhe, despedaça-o, e ele espuma, e range os dentes, e vai-se secando; e eu disse aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam".(Mc 9:17-18) 
Acusa agora este homem por esta fazendo um trabalho no qual eles foram um fracasso, prepotente não conseguindo realiza-lo. E pasmem!, foram ousados ainda em perguntar o Mestre, num tom quase de reprovação dizendo..."Porque nós não pudemos expulsa-lo?".(nós não somos teus discípulos...); Jesus então pacientemente, orienta-os, com dois ensinamentos:

1. "Não o proibais, porque quem não é contra nós é por nós". (Jesus sabia que Havia uma dose de soberba e inveja entre os discípulos e também negligência na oração; os discípulos nunca foram muito de estarem acompanhando o mestre nos momentos de orações "...E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudeste vigiar comigo? (Cf. Mt 26:40) 

2. Jesus orienta-os a orar e jejuar com mais intensidade e contrição; e não fazer a obra do Senhor relaxadamente". E disse-lhes: Jesus, esta casta não pode sair com coisa alguma, a não ser com oração e jejum. (Mc 9:29). "..Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente!".. (Jr. 48:10).

A SOBERBA PRECEDE A QUEDA:
A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda. (Pv. 16:18)

Em sua soberba os discípulos queriam destruir aquele que lembravam as suas falhas e fraquezas em não poderem expulsar o demônio do menino. Outro ensinamento dado por Jesus foi à parábola das sementes. Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O Reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou o joio no meio do trigo, e retirou-se, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.(Mt 13.24-28).
A semeadura do joio foi feita por um só homem enquanto os discípulos dormiam, contudo na hora de arrancar o joio ,todos queriam todos estavam prontos; ou seja, para trabalhar, semear o evangelho seriamente na seara do Senhor poucos são voluntários, mas para criticar, difamar ver os defeitos, votar contra, todos estão pronto. Contudo sabemos que todo o trabalho na seara do Mestre, o alvo é a expansão do reino dos céus.".. Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentada.. (Mt. 6:33); 
"É na definição de suas intenções em toda as suas obras, que se torna legítima sua vida cristã. O seu ministério de louvor é somente para vender muitos "CDS", ser aplaudidos, e comercializar o seu louvor, ou a finalidade maior é apresentar diariamente em oração e louvor o seu ministério, para que o Nome do Senhor seja glorificador?. O ministério de um pastor na pregação da Palavra de Deus, a finalidade suprema é ganhar almas para o reino de Deus, ou é manter um projeto empresarial e prosperar egoisticamente em todos os segmentos?. "....João Batista afirma: É necessário que ele cresça e que eu diminua (João 3:30);

"...Sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de que não sirvamos mais ao pecado. (Rm 6:6);"
A confirmação do reino dos céus, não consiste somente em realizar milagres e prodígios; em orar e Deus curar; estas maravilhas são bíblicas e mandamentos do Senhor Jesus; contudo não podem ser objetos de comércio para elevar a honra humana; mas, sobretudo em transformar vidas acorrentadas por satanaz, para ter uma nova vida em Cristo Jesus."...
E também, agora, está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. (Mt 3:10)" O valor de um milagre, não se mede pelos resultados espetaculares, ou pelo impacto que ele possa causar, mas sim, pela grandeza e transformação do que ele possa produzir; Veja bem o que Jesus disse para aquele paralítico que foi descido pelo telhado..."perduado estão os teus pecado e "...não.... vá usufruir o milagre da cura", a razão maior do milagre não foi à cura, e sim o perdão dos pecados.".. E Jesus, vendo-lhes a fé, disse ao paralítico..., perdoados estão os teus pecados. (Mc2.5).
O ser humano, por natureza egoística e pecado congênito, esperam coisas e sinais espetaculares,"...veja o que diz as escrituras: "... Então, alguns dos escribas e dos fariseus tomaram a palavra, dizendo: Mestre, quiséramos ver da tua parte algum sinal. Mas ele lhes respondeu e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém não se lhe dará outro sinal, senão o do profeta Jonas, (Mc 12:38-39). Qual o maior milagre, a não ser o coração de um homem transformado pela palavra de Deus, e que possa levar uma vida digna e honrada não só diante dos homens, mas diante de Deus. "...Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. O reino de Deus consiste em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo; mas se na sua ânsia e força de fazer o reino de Deus crescer em grandes plenitudes aqui na terra, você esta deixando para traz o seu irmão, o seu próximo, ferido doente, desanimado e sem forças pra prosseguir; por que, só você tem a fama e o" poder ", é melhor parar, não adianta fazer o reino de Deus crescer, com a queda de muitos. Conta-se à história de um poderoso rei, que enfrentou várias guerras e sempre ganhavam e saia vitorioso; contudo, para cada vitória, perdia milhares de seus soldados; é que nas reuniões com seus súditos não usava de estratégias, mas sim de exaltação de seu reino pela fama das vitórias obtidas; Ao final de mais uma" vitória ", o seu general adverte o rei dizendo," Majestade se formos vitoriosos em mais uma guerra, seremos destruídos. 
"Filho do homem profetiza contra os pastores de Israel; profetiza e dize aos pastores: Assim diz o Senhor JEOVÁ: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não apascentarão os pastores as ovelhas Comeis a gordura, e vos vestis da lã, e degolais o cevado; mas não apascentais as ovelhas.(v.1) A fraca não fortaleceu, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza. Assim, se espalharam, por não haver pastor, e ficaram para pasto de todas as feras do campo, porquanto se espalharam. As minhas ovelhas andam desgarradas por todos os montes e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andam espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem as procure, nem quem as busque.Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR:"
Vivo eu, diz o Senhor JEOVÁ, visto que as minhas ovelhas foram entregues à rapina e vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuram as minhas ovelhas, pois se apascentam a si mesmos e não apascentam as minhas ovelhas, portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR: Assim diz o Senhor JEOVÁ: Eis que eu estou contra os pastores e demandarei as minhas ovelhas da sua mão; e eles deixarão de apascentar as ovelhas e não se apascentarão mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas da sua boca, e lhes não servirão mais de pasto.? (Ezequiel 34:1-10).
Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto, assim diz o SENHOR, o Deus de Israel, acerca dos pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR. (Jr 23.1-2) Não adianta ganharmos grandes cidades para Cristo, se para traz, ficam muitos mortos feridos e coxos espiritualmente falando;
Não adianta ganharmos o mundo para Cristo e perdermos os nossos filhos nossos cônjuges, nossos amigos; por falta de atenção, desprezo e em fim, tempo para estar com a nossa família. "...Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel. (I Timóteo 5:8)". Fazer justiça e julgar com retidão é mais aceitável ao SENHOR do que lhe oferecer sacrifício. (Provérbios 21:3); Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo. (I Co 3.16-17) 
Não adianta estarmos em boa posição social, abastados, enquanto muitos membros de nossas igrejas, às vezes não tem condições para comprarem, nem o pão do café da manhã para os seus filhos, e muito menos os remédios básicos que muitas vezes precisam. Muitos obreiros no auge de seus ministérios estão cheio de ulceras, gastrites, pressão alta; suas esposas e filhos sem prazer de viver, levando grandes frustrações de uma vida cristã vazia."... Jesus então adverte dizendo: "...Melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma pedra de moinho, e fosse lançado ao mar, do que fazer tropeçar um destes pequenos." (Lc 17:2); Finalmente mostramos que todo esforço, toda luta, todo empenho, direciona-se em primeiro lugar para glorificação do nome de Jesus, seguindo-se da Salvação de almas para o reino do céu; contudo para os fiéis Deus diz:," Mas esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra tem uma recompensa". (II Cr. 15.7). Amém. Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra e, verdadeiramente, serás alimentado. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz; e o teu juízo, como o meio-dia. Descansa no SENHOR e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.

AUTOR DESCONHECIDO


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS