TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

REFLEXÃO 288 - A JUVENTUDE E A MORTE NA PANELA

A Juventude e a Morte na Panela
Texto: 2 Reis 4.38-41

“E, voltando Eliseu a Gilgal, havia fome naquela terra, e os filhos dos profetas estavam assentados na sua presença; e disse ao seu servo: Põe a panela grande ao lume, e faze um caldo de ervas para os filhos dos profetas.
Então um deles saiu ao campo a apanhar ervas, e achou uma parra brava, e colheu dela enchendo a sua capa de colocíntidas; e veio, e as cortou na panela do caldo; porque não as conheciam.
Assim deram de comer para os homens. E sucedeu que, comendo eles daquele caldo, clamaram e disseram: Homem de Deus, há morte na panela. Não puderam comer.
Porém ele disse: Trazei farinha. E deitou-a na panela, e disse: Dai de comer ao povo. E já não havia mal nenhum na panela.”

Todos já conhecemos esse texto e provavelmente já ouvimos pregações diversas com este assunto, porém gostaria de dividir com os leitores alguns aspectos desta mensagem relacionados à juventude e os venenos colocados por satanás neste mundo tenebroso.

A narração conta que o profeta Eliseu estava reunido com os filhos dos profetas, e após uma jornada resolveram preparar um alimento para saciar sua fome.
Eliseu chama o seu moço e solicita que este prepare um caldo de ervas para os filhos dos profetas.

Primeiramente gostaria de falar sobre os filhos dos profetas

Eliseu era um profeta respeitado pela sociedade de então. Pessoalmente o considero como um dos mais “poderosos” profetas da bíblia.

- Ressuscitou o filho da sunamita.
- Profetizou a abundancia de alimentos e mantimentos.
- Fez flutuar o ferro de um machado.
- Até depois de morto seus ossos fizeram um morto ressuscitar.

Ele tinha porção dobrada do espírito de Elias. E este era o Espírito de Deus que o fazia operar os milagres.

Além disso ele tinha seguidores – aliás, todo grande homem tem seguidores. Independente se sua crença é verdade ou mentira. Grandes homens sempre tem seus seguidores.

Eliseu tinha seus alunos, os “filhos dos profetas”, que certamente o seguiam e observavam seus feitos para que um dia pudessem ser também grandes profetas.

O VENENO

Continuando a narração, chegou o momento em que finalmente o caldo de ervilhas ficou pronto. Todos encheram seus pratos e começaram a comer aquele delicioso caldo. Posso imaginar uns temperando com pimenta seus pratos cheios, outros molhando deliciosos pedacinhos de pão, quando de repente alguém grita:

- Mestre, há morte na panela!!!

O moço de Eliseu havia colocado acidentalmente colocíntidas venenosas na panela, pensando ser vagens de ervilhas, afinal o aspecto físico das folhas era praticamente idêntico.

Envenenados, os “seminaristas de Eliseu” esperavam mais uma poderosa intervenção de seu mestre.

Eliseu colocou farinha na panela, misturou com o veneno, e eles continuaram a comer. A partir de então não havia mais perigo de morte para aqueles jovens.

A PANELA É O MUNDO

Aqui começa minha conversa com você, jovem.
Gostaria de comparar o mundo atual com a panela usada pelos jovens citados no texto acima.

Jesus Cristo disse: “E Jesus lhes disse: Eu sou o [pão da vida]; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.” João 6.35

O problema é que nem todos se detêm ao alimento oferecido por Jesus. Talvez alguém pudesse dizer; “- Eu aqui doido para comer um presuntinho, um queijo minas, e Jesus vem falar de pão da vida”.

Parece engraçado, mas satanás sabe direitinho como nós jovens pensamos, e oferece diariamente diversos tipos de alimentos espirituais que parecem inofensivos, porém contêm veneno e nos levam à morte. Veremos alguns venenos oferecidos pelo inimigo, que constantemente um de nós se distrai e come, esquecendo que somente o pão da vida pode trazer a satisfação eterna.

1. Costumes mundanos

Este é um alimento delicioso. Sua aparência dá água na boca. Não podemos ser hipócritas (atores) ao dizer que os manjares oferecidos pelo mundo são ruins e indesejáveis.

Depois de um dia quente de batalha, não é fácil dizer pra rapaziada do trabalho que você rejeita aquela cervejinha gelada de final de dia.

Mais difícil ainda é mudar de canal quando a televisão coloca diante de nós imagens sensuais, que estimulam os hormônios de qualquer jovem saudável.

Ainda pior é navegar na Internet, abrindo mão da diversidade de promiscuidade, quando muitas vezes abrem-se automaticamente diante de nossos olhos figuras obscenas e convites para o pecado.

O pecado é atraente, o mundanismo muitas vezes agrada o corpo, mas é MORTE NA PANELA.

A morte causada pelo mundanismo tem duas perspectivas:

- A morte física:
cada tipo de pecado traz como conseqüência um tipo de veneno que conduz a morte. O pecado da gula traz uma série de enfermidades físicas, colesterol, glicose, obesidade. O pecado do sexo e promiscuidade tem como conseqüência as doenças sexualmente transmissíveis, como AIDS por exemplo.
Pode ter certeza. Todo pecado conduz a morte física, porém existe outro tipo de morte que é o principal objetivo de satanás na vida de cada ser humano.

- A morte espiritual:

“Porque o [salário do pecado] é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6.23

A morte espiritual é a pior tragédia que pode acontecer com um ser humano, pois ao contrário da morte física, o ser humano tem dificuldade em perceber este tipo de morte.

A morte espiritual traz esfriamento da relação com Deus, e isso pode trazer uma série de conseqüências ruins, sem contar que a mente fica cauterizada, acostumada com o pecado, e passa a ter cada dia mais dificuldade de se reconciliar com Deus.

Às vezes, mesmo quando somos cristãos, vivemos imitando o mundo e trazendo para dentro da igreja os costumes mundanos. Em nome de Jesus, abra mão do pecado e satisfaça-se com o pão da vida, pois somente Cristo pode dar satisfação ao ser humano.

Leia:
Pv 19.23 “O temor do SENHOR encaminha para a vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e não o visitará mal nenhum.”


2. Problemas de relacionamento

Um outro tipo de veneno que normalmente ataca a juventude, principalmente a juventude cristã, são os típicos problemas de relacionamento e decepções entre pessoas.

Geralmente nós jovens temos o péssimo hábito de depositar a nossa fonte de alegria e confiança em outras pessoas.

- Depositamos confiança nos nossos pais
- No nosso namorado ou namorada
- No nosso melhor amigo ou amiga
- No nosso pastor
- No nosso irmão
- Em diversos tipos de pessoas que nos rodeam...

Veja o que o salmista disse:

“Em Deus tenho posto a [minha confiança]; não temerei o que me possa fazer o homem.” Salmo 56.11

Certamente o salmista já passou por esses tipos de problemas anteriormente. Davi teve a traição de seu próprio filho Absalão. Quer maior decepção do que esta. Desde quando moço ele enfrentou esse tipo de problema. Ele amava o rei Saul, mas por causa de inveja Saul queria matá-lo.

Será que alguém nos odeia por inveja?? Nem precisa responder.

Colocar nossa confiança em pessoas é o mesmo que colocar nosso coração na mão de um desconhecido. As pessoas erram; nós erramos; todos vivem errando, porém nós devemos colocar nossa confiança nas mãos de quem não erra e jamais errará. Deus é esta pessoa!

Hoje mesmo ao olhar a televisão, tive a possibilidade de ver uma moça tentando suicídio, querendo pular de uma ponte em São Paulo. Tudo porque teve uma decepção com o namorado.

Eu já tive decepções. Creio que você também já passou por essa situação.

Ofereço dois antídotos que deram certo comigo:

Primeiro: perdoe aquele que te ofendeu. Isso não pode ficar no teu coração, pois impede o teu crescimento diante de Deus, e diante de você mesmo.

Segundo: evite confiar nas pessoas. Eu pessoalmente já me desviei da igreja, porque depois de me decepcionar com todos os membros, me decepcionei com meu pastor. Mas Jesus, por misericórdia me chamou de volta. Agora eu só olho para Jesus. Leia Salmo 24.5,6

Poderia ficar aqui escrevendo sobre mais de 500 tipos de venenos que podem matar um jovem, porém deixa isso pra outros documentos.
Sempre que houver uma oportunidade nova na sua vida, observe com atenção, pois pode ser um veneno mortal.

O ANTÍDOTO

Quando os jovens de Eliseu perceberam o veneno, gritaram “mestre, há morte na panela”.

Muitos percebem o veneno em sua vida, mas não tem coragem e atitude para clamar ao mestre Jesus. Morrem lentamente com seus pecados e delitos. Pare imediatamente e grite:

- Jesus, há morte na minha panela!!!

Outra coisa importante é como Eliseu acabou com o problema. Ele simplesmente jogou farinha na comida envenenada.

Vamos analizar:

- Jesus é o pão da vida.
- No passado, pão era feito de farinha misturada com água, logo, pão moído gera farinha. Até hoje em dia, podemos fazer “farinha de rosca” apenas moendo pão duro.
- Jesus é pão moído, pois ele foi moído pelos nossos pecados.

Então, amado irmão, clame por Jesus e deixe ele entrar em sua vida. Somente assim este veneno mortífero que é o mundo não poderá te matar.

Tenha coragem e boa sorte,


AUTOR DESCONHECIDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS