TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

REFLEXÃO 327 - A MINHA VIDA ESTÁ SEM SENTIDO!

A MINHA VIDA ESTÁ SEM SENTIDO! 

Constantemente eu ouço pessoas dizendo o seguinte: “Eu consegui ser o que sempre desejei, mas me sinto tão cansado e vazio!” Outras dizem: “Eu tive certas aspirações para a minha vida, mas não consegui alcançá-las! Eu fracassei? Eu me sinto desanimado e cansado!” Tanto um como o outro poderia questionar: É a vida uma ilusão? Há algum sentido maior para a minha vida? 


Comprar um carro novo, ou uma casa nova, para muitos é uma glória! Conseguir um namorado ou uma namorada, o casamento dos sonhos, ser promovido e receber um aumento de salarial, ser reconhecido, poder dar ordens, vestir-se bem e na moda, todos estes aspectos e muitos outros, para várias pessoas em nossos dias são os sinais de sucesso. Mas será que eles são realmente o sucesso? Alguém também dirá que eles conseguem essas coisas porque estão trapaceando, roubando, enganando; porém, sempre haverá alguém querendo o seu lugar, tentando destituí-lo da posição em que está. Essa pessoa de “sucesso”, se torna objeto de ciúmes, inveja e algum plano político de má fé, sempre o estará rondando, não é verdade? Ele passa a lutar para manter-se onde está e acaba perdendo o sentido da sua própria vida! Ele passa a viver uma experiência de cansaço e vazio constante. 



Outras não possuem nada, não têm carro, casa, roupas finas, vivem sozinhas, não conseguem terminar a faculdade, não são promovidos e incrivelmente, se tornam exemplos de humildade e de desprendimento, porque lutam para se manter numa vida honesta e fora de princípios anti-sociais. Essas pessoas determinaram a si próprias, que apesar de não terem conseguido alcançar os seus sonhos, não se tornariam elementos nocivos à sociedade. A luta dessas pessoas é para se manter ao lado do “bem”, enquanto se esforçam com a vida dura que estão levando. Essa luta, esse esforço para viverem honestamente, também lhes traz um sentimento de cansaço e vazio constante, sem contar as lágrimas e as conversas íntimas que têm consigo mesmas, de fracasso e derrota na vida. 



Estas experiências provam que a vida é uma ilusão? O que você acha? Eu separei um texto bíblico de um dos maiores reis que Israel já teve e que foi muito bem-sucedido. É a experiência do Rei Salomão: 



11 Mas, quando pensei em todas as coisas que havia feito e no trabalho que tinha tido para conseguir fazê-las, compreendi que tudo aquilo era ilusão, não tinha nenhum proveito. Era como se eu estivesse correndo atrás do vento. 12 Então comecei a pensar no que é ser sábio e no que é ser tolo ou sem juízo. Por exemplo: Será que um rei pode fazer alguma coisa que seja nova? Não! Só pode fazer o que fizeram os reis que reinaram antes dele. 13 E cheguei à conclusão de que a sabedoria é melhor do que a tolice, assim como a luz é melhor do que a escuridão. 14 Os sábios podem ver para onde estão indo, mas os tolos andam na escuridão. Porém eu sei que o mesmo que acontece com os sábios acontece também com os tolos. 15 Aí eu pensei assim: "O que acontece com os tolos vai acontecer comigo também. Então, o que é que eu ganhei sendo tão sábio?" E respondi: "Não ganhei nada!" (...) 17 Por isso, a vida começou a não valer nada para mim; ela só me havia trazido aborrecimentos. Tudo havia sido ilusão; eu apenas havia corrido atrás do vento. (Eclesiastes 2:11-15,17 BLH) 



Você pode perceber a depressão da sua alma? Eu acredito que sim. Mas quem aqui não gostaria de estar no seu lugar, desfrutando de tantas riquezas e mordomias? Porém Salomão, descobriu que a prosperidade financeira não preencheu a sua vida, ainda que ela fosse e é útil para qualquer ser humano. Mas a prosperidade, como muitos a enfatizam, não é a finalidade da vida. Ele descobriu também que a “grande sabedoria” que possuía e o esforço para manter-se atrelado a ela, não lhe trouxe nada, interiormente falando. Sentia-se cansado, desanimado, vazio e iludido! 



Mais tarde, Salomão declarou algo que poderia ter-lhe trazido um maior sentido para a sua “pobre” vida rica e bem-sucedida! 



13 De tudo o que foi dito, a conclusão é esta: Tema (i.e. alegre a Deus com a sua vida) a Deus e obedeça aos seus mandamentos porque foi para isso que fomos criados. (Eclesiastes 12:13 BLH) 



Pelas suas palavras, chegamos à seguinte conclusão: Salomão, o grande rei sábio e rico, que foi capaz de impressionar povos de outras terras, incluindo a rainha de Sabá, que aumentou ainda mais a sua fortuna, não viveu para Deus! Apesar de ter construído um Templo para Deus, e no dia da dedicação desse Templo ter feito uma oração tão maravilhosa, a ponto da “Luz” gloriosa (Glória, Shekinah) de Deus, ter descido sobre aquele edifício, ele não viveu para Deus! Salomão viveu para si mesmo! Ele alcançou os seus próprios objetivos. Ele chegou onde queria chegar, mas descobriu que não chegou a lugar nenhum! Salomão pediu a sabedoria a Deus e a recebeu. Depois, ele usou essa sabedoria divina para a sua própria satisfação, perdendo o sentido exato da sua vida. 



Assim é a vida de muitos, que procuram reuniões milagrosas para serem abençoados e prósperos, mas que infelizmente, nunca experimentarão a vida elevada de Deus para eles. Por quê? Porque sempre estarão “querendo” e “pedindo” isto ou aquilo para o seu próprio prazer. Estarão vivendo a vida sem nenhum compromisso com os propósitos de Deus para suas vidas. Eles querem que Deus Se comprometa a abençoá-los e investem suas vidas em longas campanhas, para obter isto ou aquilo e não percebem que o que conseguiram, muitas vezes nem veio de Deus, mas de seus próprios esforços, porque a religião em si, lhes deu um novo ânimo, aumentou a auto-estima, alguma disciplina e assim, tornaram-se mais positivos e por si mesmos chegaram onde “eles mesmos” queriam chegar. Falam teoricamente da vida e do poder de Deus em seus testemunhos, sem contudo experimentar tudo isso de fato. Tristemente, eles não sabem para onde estão indo e nem porque existem nesta terra! Que vazio! 



Na verdade, eu vejo muitos cristãos tentando fazer com que Deus pense como eles pensam, mas isso deveria ser o contrário. Nós deveríamos pensar os pensamentos de Deus, pois fomos criados para Deus e para os Seus propósitos. Quem poderá convencê-los? Sim quem poderá convencer os “memorizadores” das doutrinas da Bíblia, os “conhecedores” dos versículos da Bíblia e os “religiosos” de carteirinha de membro, de que Deus nos escolheu para coisas maiores do que estas? Estamos ensinando a Bíblia para o quê? Nós fomos feitos seguidores de Cristo para o quê? Só para ter mais uma matéria em nosso currículo educacional? Só para sermos pessoas boas e honestas? Vamos às reuniões da Igreja para o quê? Para participarmos das orações, a fim de que num determinado instante, eu possa ter a certeza de que meus problemas serão resolvidos? Isso tudo é de grande valor, mas ainda não traduz o pensamento pra nós! 



Deus quer nos dar a Sua vida, mas para um propósito muito especial – morrermos para nós mesmos e renascer para Ele, com a finalidade de entendermos a razão de nossas vidas, neste mundo terrível de “ganhos e perdas”. Para termos uma vida mais abundante, mesmo vivendo em grandes palácios ou numa tapera (casa arruinada). 



2. Eu só poderei experimentar uma outra qualidade de vida interior e mais abundante, quando entender os propósitos de Deus para a minha vida e pensar como Ele pensa. Então, compreenderei a razão de estar aqui e de todas as coisas que me acontecem.



Para entendermos isto, vamos ler outra passagem das Escrituras: 



21 (...) Jesus começou a dizer claramente aos discípulos: -Eu preciso ir para Jerusalém, e ali os líderes judeus, os chefes dos sacerdotes e os professores da Lei vão me fazer sofrer muito. Eu serei morto e, no terceiro dia, ressuscitarei. 22 Então Pedro o levou para um lado e começou a repreendê-lo, dizendo: -Que Deus não permita! Isso nunca vai acontecer com o senhor! 23 Jesus virou-se e disse a Pedro: -Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para me fazer tropeçar, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa. 24 E Jesus disse aos discípulos: -Se alguém quer ser meu seguidor, esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe. 25 Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira. 26 O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira? Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida. (Mateus 16:21-26 BLH) 



Jesus está esclarecendo aos Seus discípulos sobre a Sua missão nesta terra. Jesus veio para mostrar a grandeza de Deus, ensinar de forma prática a respeito dos objetivos de Deus aos homens, para morrer pelos nossos pecados, fazendo cair sobre Si o julgamento divino que deveria ser nosso e ressuscitar diante dos olhos de todos os Seus, com a finalidade de mostrar o poder que existe para aqueles que morrem para si mesmos e renascem em Deus. Para que tudo isso acontecesse, era necessário enfrentar um momento dramático, triste e doloroso em Sua vida, na cidade dos religiosos profissionais e de mentes fechadas para os planos de Deus em Jerusalém. 



Pedro não gostou da idéia! Imagine perder a Pessoa à Qual ele acompanhava por três anos e que por causa de Jesus havia deixado para trás seus sonhos profissionais e uma vida de prosperidade financeira! Seria uma grande decepção! Ele chama Jesus para o lado e tenta mudar os Seus pensamentos. Jesus o encara e o chama de “adversário” dos planos de Deus para a Sua vida! E diz a Pedro que os seus pensamentos são meramente humanos e não divinos. Eu não acredito que Pedro estivesse possuído pelo inimigo e não vejo isto nesta passagem; mas vejo Pedro se associando ao mal, à sua ganância, ao seu egocentrismo, aos seus próprios interesses pessoais e não, a um projeto muito maior, divino e eterno. Logicamente, Satanás estava por ali e tentava tirar proveito da situação, mas o pensamento veio do próprio Pedro, que de pronto foi repreendido por Jesus! 



Então Jesus ensina um grande princípio: Um homem pode ser o que ele desejar ser, através da sua disciplina, do seu esforço próprio e ganhar o mundo; porém, ele perde a vida verdadeira em sua alma! Salomão foi um exemplo e garanto que você conhece a tantos outros. Será que tudo o que as pessoas estão pedindo e conseguindo dentro das igrejas vêm de Deus? Duvido! Alguém disse: “Nero servia ao povo o ópio do circo.” Enquanto o povo se alegrava com os prazeres e as diversões, não imaginava como era imunda e doentia a mente do Imperador! Você daria ópio (aquilo que produz adormecimento, embrutecimento, entorpecimento) aos seus filhos? Você os embebedaria? Claro que não! Você os ama, luta por eles e sempre os adverte a seguir os seus conselhos. Por que Deus seria diferente? 



Deus nos daria alguma coisa que nos afastasse d’Ele? Que nos faria esquecer da aliança ou compromisso que devemos ter com os Seus projetos eternos? Deus lhe daria uma namorada ou namorado, um casamento, filhos, um emprego, dinheiro, amigos, religião, etc., que dificultasse o seu compromisso com Ele, com a Sua família (a Igreja) e com os Seus propósitos? Com certeza, NÃO! Pois é, muitos testemunham do que estão recebendo de Deus, mas não conseguem testemunhar sobre a razão das suas vidas nas mãos d’Ele! Parece que Deus existe apenas para eles! Você acha que viver para Deus se resume em freqüentar um prédio como esse quatro vezes por mês? Salomão construiu um Templo e viveu longe de Deus! Quando ele caiu em si, já era tarde e todo o seu dinheiro, sabedoria, poder e fama, não lhe trouxeram de volta a “Vida” que perdeu. 



Se alguém achar que viver a vida desse jeito é o melhor para si, que continue; mas, depois não reclame, pois poderá ser tarde para uma restauração, além de poder perder o privilégio da eternidade ao lado do Pai. Mas se você é consciente e está disposto a dar sabor divino à sua vida, aceite o Seu chamado e encare-o com seriedade de compromisso. Então, descubra com a ajuda de Deus a razão de estar trabalhando onde está, de estar morando onde está, de estar enfrentando determinadas situações na vida e de estar nesta família espiritual de Deus. 



Você não é um “acaso”, mas um projeto divino, preparado na eternidade para o propósito de Deus. Você não foi lançado do espaço numa ilha para viver sozinho. Quem consegue viver assim? Você já assistiu ao filme “O Náufrago”, com o ator Tom Hanks? Você vê o desespero daquele homem em tentar sair daquela ilhota perdida, sem água, sem alimentos e sem pessoas que o incomodasse? 



A vida não é uma ilusão! Há um sentido de vida maior para você e para tudo o que está ao seu redor. Esta descoberta dependerá única e exclusivamente da sua disposição em entregar-se a Deus e aprender o que Ele planejou para você e sua família. Ele planejou uma vida abundante ou plena para cada um de nós. Ele planejou que fôssemos o Seu povo, Seus instrumentos e canais, que por meio dos quais a Sua vida se propagaria sobre a terra, libertando o homem do seu inferno interior, dos seus vazios, das suas síndromes, da depressão e do medo! 



Vamos seguir a Pessoa Jesus e não uma doutrina a respeito d’Ele. Vamos aprender juntos o que a Sua presença pode fazer em nossas vidas, em termos de transformação. Vamos viver! Vamos vencer! Vamos debochar da vida efêmera que tentamos construir! Vamos receber enquanto é tempo o poder de Deus e viver sob esse poder de fato. Vamos ser úteis e verdadeiramente abençoados com a vida verdadeira, que realmente trará sentido às nossas vidas neste mundo!


AUTOR DESCONHECIDO
(não me responsabilizo pela posição e/ou leitura teológica do autor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS