TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 11 de maio de 2017

SERMÕES 5 - A NOITE EM QUE EU TRAÍ JESUS

A NOITE EM QUE EU TRAÍ JESUS

MATEUS 26: 69-75

Introdução:
De acordo com o Evangelho de Joao, Pedro estava no pátio do sumo sacerdote para acompanhar todos os detalhes do julgamento de Jesus - um ato de coragem do apóstolo. Pedro, todavia, não imaginava que ele mesmo seria julgado ao mesmo instante em que o seu amigo Jesus era julgado - Pedro não estava preparado.

Transição:
Precisamos recordar algumas palavras de Pedro antes deste incidente, cf. Mt 26:31-35
1. Jesus nunca será um tropeço para mim; 2. Eu morrerei contigo; e 3. De modo nenhum eu te negarei.


I. Começa com uma simples mentira
1. Pergunta: Estava com Jesus, o galileu.
2. Responde com um simples mentira: "Não sei o que dizes". Nega os 3 anos ao lado de Cristo como eles não tivessem existido.
3. Estava no lugar certo, mas não estava preparado para tal missão.
4. Tudo começa simples em nossas vidas. Nós achamos que aquilo pode resultar em algo que se tornará sem controle.

II. Continua a construir sobre a mentira
1. Pergunta: Estava com Jesus, o nazareno
2. Continua na sua mentira pois nega com juramento: "Não conheço tal homem". Nega as obras de Cristo que o próprio Pedro havia testemunhado e experimentado.
3. Alguns judeus faziam juramento pelo "Deus da verdade". Se Pedro usou tal frase, agravou ainda mais o seu pecado.
4. John Gill: "Esse exemplo dado por Pedro mostra a maldade e a ilusão que existe no coração do homem; e também em que se transformam os melhores homens, quando deixados ao desamparo; tornan-se idênticos aos outros homens, tal como os homens mundanos, cuja boca esta repleta de amargura e de maldições".

III. Perde a noção dos valores do reino de Deus
1. De acordo com a narrativa de Lucas um hora havia se passado desde a segunda negação.
Pedro tinha tido tempo de refletir no que havia feito, mas parece que não o fez.
2. Pergunta: Você é um deles porque a fala denuncia a tua origem. A Galiléia era uma das regiões mais desgraçadas da Palestina e a mistura das palavras e alguns sons que os galileus não podiam produzir os denunciavam como sendo da Galiléia.
3. Finalmente invoca uma maldição sobre a sua vida se a sua negativa é falsa e jura que esta dizendo a verdade. Finalmente Pedro cede aos ataques dos inimigos e perde o auto-controle completamente.

Conclusão:
1. Galo cantou - entre a meia-noite às 3:00 horas da manhã. Segundo Alfred Plummer, o erro de Pedro foi duplo: (1) Crer que os seus sentimentos calorosos para com o Mestre eram suficientes para ampará-lo através das tentações e, (2) Apelar para a falsidade como meio de evitar a expulsão e prisão.
2. "Aquele, pois, que pensa estar em pé, veja que não caia" (I Co 10:12).
3. Nesta noite, Satanás acreditou ter alcançado a grande vitória. Jesus havia sido traído pelo seu discípulo Judas, estava agora preso e caminhava para a morte; e um dos seus melhores discípulos o traia. Todavia, a vitória que se instala aqui, é a vitória do poder de Deus:
a. Jesus levantaria de dentre os mortos.
b. Pedro percebendo o seu erro, seu fracasso, percebe que o Mestre não está tão preocupado com o julgamento, mas com ele Pedro. Olhando para Cristo, ele recorda-se das palavras do seu Mestre e sai para chorar amargamente.
4. Qualquer um pode cair - talvez alguns estejam caídos justamente agora - mas a nossa queda não é e não deve ser a última página da nossa vida, pois o arrependimento está disponível para todos. Não há pecado que a graça de Deus não possa perdoar.
5. A restauração é possível agora, e então a vida será triunfante e muitos mais vitoriosa do que jamais fora no passado.
6. A noite em que eu traí Jesus foi a noite da minha vitória.


Antonio Carlos Barro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS