TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 2 de junho de 2017

REFLEXÃO 345 - A NOSSA LUTA

A NOSSA LUTA

Andai no Espírito e jamais satisfareis a concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito e o Espírito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que porventura seja do vosso querer. Gl 5.16-17.

Deus fez a criatura realmente maravilhosa. Em cada cousa criada por Deus, notamos como ele planejou e organizou tudo de uma forma perfeita. Queremos apenas pegar um exemplo: Quando uma planta enfrenta uma seca, onde falta água, que é um dos elementos essenciais de toda planta, esta planta inicia uma verdadeira luta, uma verdadeira guerra, para conseguir sobreviver. Deus colocou dentro da própria planta um sistema que protege ela contra a falta de água. A planta vai deixando morrer dentro dela primeiro aquela parte que não é tão essencial para ela, aquela parte que, mesmo se morrer ainda permite que depois ela possa crescer e se desenvolver. Enquanto estas partes vão morrendo, a planta canaliza o pouco de água que recebe ainda para as partes que são essenciais para ela. Assim, vai se travando uma verdadeira luta para que a planta sobreviva e não seja destruída pela seca, pela falta de água. É uma luta sem tréguas, até que chove novamente ou até que, se não chover, a planta acabe por final vencida.

Você sabia que esta mesma luta acontece também em você? Não uma luta simplesmente contra a falta de água, mas uma luta muito mais terrível? E também é uma luta sem tréguas, que você enfrenta dia e noite. Assim como a planta luta contra a falta de água, assim você luta contra uma outra seca. E quantos cristãos, porque não se dão de conta desta luta, porque estão como que dormindo um sono espiritual profundo, são derrotados sem a menor chance.
Você sabe qual a luta que você diariamente enfrenta? Se você não pode agora dizer que luta é essa, então muito cuidado, porque você pode ser um daqueles que está sendo derrotado. Você pode estar secando espiritualmente, a tua fé pode estar sendo enfraquecida e o teu amor e a tua esperança podem estar sendo ressequidos. Ou até já podem ter morridos. Porque nessa luta você tem um inimigo muito pior do que o inimigo que a planta tem que enfrentar na seca.
Então, que inimigo, que luta é esta? O apóstolo os descreve em nosso texto, dizendo: "Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne". Ele diz que dentro de nós tem uma guerra entre a carne e o Espírito, cada um tentando enfraquecer o outro e se possível derrotá-lo. Para isso eles usam de todos os meios. E nesta luta, quer você queira, quer não, você é obrigado a tomar parte, pois ela acontece em você.
Dentro de nós, portanto, acontece uma luta do Espírito Santo contra os desejos pecaminosos de nossa carne, nossa velha natureza pecaminosa, que querem nos levar para o pecado. Em outro lugar o apóstolo Paulo chama estes desejos pecaminosos de "velho homem", isto é, a nossa velha natureza pecaminosa que, apesar de sermos cristãos, todos ainda temos dentro de nós. Por isto é que esta luta nunca termina, pois enquanto vivermos aqui no mundo jamais vamos nos livrar desta terrível inclinação e vontade que está dentro de nós e que nos puxa para o pecado.
Que desejos são estes? Paulo fala de alguns deles nos versículos 19 e 20: "imoralidade, impureza, ações indecentes, adoração de ídolos, feitiçarias e benzimentos, inimizades, brigas, ciúmes, raiva e ódio, ser egoísta e ambicioso, desunião, inveja, farras e outras cousas parecidas com estas". Portanto, por estes exemplos, podemos ver que o apóstolo Paulo está falando exatamente de nós. É como se ele estivesse descrevendo a nossa comunidade, a nossa vida. Ou vocês acham que praticamente tudo isto não acontece por aí?
Se olhamos bem para o que nos passa pelo pensamento, vamos reconhecer envergonhados que nesta luta tantas e tantas vezes quem saiu vitorioso foi o nosso inimigo. É triste sabermos que somos tão fracos. Porque se por um lado nós somos o campo em que esta luta acontece, por outro lado acontece o mesmo que com a planta: nós também tomamos parte nesta luta. Até mais: somos nós que decidimos que parte vai sair vitoriosa. Paulo diz isso claramente em nosso texto: "Deixem que o Espírito de Deus dirija as suas vidas e então vocês não vão obedecer os desejos da natureza humana".
A nossa maneira de participar desta luta é simplesmente deixar que o Espírito Santo nos guie. Quando a nossa carne vence, é sinal que não deixamos que o Espírito nos guiasse. - É a vida de pecado que se vê por aí, a maneira como as pessoas pouco se interessam pelas cousas de Deus, a forma como tantos dão tão pouco valor a Deus e sua igreja, bem mostram quem tenta guiar e mandar na nossa vida.
Será que já não é hora de procurarmos de uma vez por todas abandonar o pecado, de realmente nos levantarmos contra todas estas cousas ruins que vem do Diabo, e tentarmos viver uma vida verdadeiramente santa e reta? Será que não devemos de uma vez por todas assumir que somos cristãos, filhos de Deus, que fomos libertados da escravidão do pecado e comprados pelo precioso sangue de Cristo derramado na cruz? Que ganhamos perdão sim, mas não para continuar repetindo os pecados todos os dias, vivendo como se fôssemos pagãos?
Quantos vivem uma vida depravada, na imoralidade! Quantos desprezam a Deus descaradamente fazendo pecados levianamente e continuamente. Quantos acham que podem guardar em seus corações pensamentos sujos ou de ódio durante anos e ainda serem cristãos!
Se Deus fosse nos julgar baseado na maneira como nós damos pouco valor à sua Palavra, à sua Igreja, aos seus mandamentos e à salvação que Jesus com seu sangue conseguiu, estaríamos perdidos. Se Jesus viesse agora para o juízo final, quem de nós teria coragem de encará-lo nos olhos? Não deveríamos todos abaixar a cabeça envergonhados pelo fato de sermos cristãos tão fracos e tão relaxados?
Vamos, por isso, mudar a nossa vida. Encarar com verdadeira seriedade o nosso cristianismo. Não ser apenas cristão por fora, mas um verdadeiro cristão por dentro. Porque se fato deixarmos o Espírito Santo guiar nossa vida, como diz Paulo, então também por fora vamos mostrar que somos filhos de Deus e não escravos do pecado e do diabo.
Devemos seguir os passos de Jesus com toda a fidelidade e viver uma vida santa como ele viveu. Assim como Jesus, deixar de lado todos os pecados, seja os de pensamentos, ou os que fazemos com nossas palavras, ou os que praticamos com os nossos atos. A maldade e todo pecado vem do diabo, que é o verdadeiro malfeitor e que quer exatamente isto: que o sigamos em tudo. Mas como Jesus fez, devemos vencê-lo com a Palavra de Deus e pelas orações, estando sempre atentos e vigiando para não cairmos em suas armadilhas.
Se esta pregação te levou ao arrependimento, não se assuste, pois isto é muito bom. Vá até Jesus com toda dor que você sente em teu coração e tua consciência, e peça o seu perdão. Ele pode te fazer isto, pois por ti ele morreu, pelos teus pecados ele sofreu. Com Jesus você não será derrotado. Seguindo tua vida com Jesus você vencerá.Procure fortalecer cada vez mais a tua fé para sempre mais ficar perto e com Jesus. Pois ele te ama mais do que tudo. Ele nunca vai te abandonar. Jesus em você garante a vitória nesta luta. Deixe o Espírito Santo te guiar! Amém!

AUTOR DESCONHECIDO
(Não nos responsabilizamos pelo conteúdo teológico deste material)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS