TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 30 de agosto de 2011

FÉ 13 - SEM FÉ É IMPOSSÍVEL AGRADAR A DEUS

SEM FÉ É IMPOSSÍVEL AGRADAR A DEUS
(Hb 11:1-6)

[1]"No início dos anos setenta, depois de uma crise financeira em nosso escritório de prestação de serviços e de uma campanha eleitoral na qual não me elegi, aceitei a oferta de um modesto emprego no diário de um amigo meu. Comecei como repórter e com um salário de 700 cruzeiros mensais, insuficiente para o orçamento doméstico.
Era possivelmente outubro, e como se aproximava o fim do ano, minha esposa orou pedindo que, a partir de janeiro do ano seguinte, meu salário fosse o dobro. E ela queria a resposta ainda naquele ano! Eu não tinha nenhuma promessa de aumento, mesmo porque, como repórter, meu salário estava dentro da média. Entretanto, tive que assumir, dias depois, a chefia da redação do jornal numa fase de trabalho intenso, com o preparo de edições especiais de Natal e Ano Novo.
... E ao aproximar-se aquele dia, cada vez que regressava do trabalho minha esposa me esperava com a pergunta: "E o aumento?" Minha resposta era: "Por enquanto nada." E assim foi...
... Lembro-me que no último dia do ano, ao chegar em casa por volta das seis da tarde cansadíssimo e com a mesma lacônica resposta, minha esposa disse: "O meu Deus não falha!"
Cerca das 8 da noite meu patrão buzinou o carro defronte de casa. Ele me convidava para conversarmos em seu escritório. Lá ele propôs pagar-me, a partir de 1º de Janeiro do novo ano, 1500 cruzeiros mensais, 100 a mais do que o dobro!"

Para o escritor de Hebreus a fé é a faculdade de perceber a realidade do mundo invisível de Deus e de fazê-lo o objetivo básico de sua vida, em contraste com o caráter transitório e freqüentemente mau da existência humana presente.

SEM FÉ É IMPOSSÍVEL AGRADAR A DEUS, Porque ?

1º - Para agradar a Deus o homem tem que enxergar além do mundo visível. (Hb 11:1b)
Como alguém pode enxergar além do mundo visível sem fé? É impossível alguém enxergar além das dificuldades, além dos problemas que o cercam, além da dor que o atormenta dia e noite, se não olhar com os olhos da fé.
O homem (Você) só vai conseguir enxergar uma luz na escuridão quando passa a enxergar com fé. Porque na escuridão não há luz, mas a sua fé faz com que a luz venha a existir. A convicção de que a luz pode surgir no meio das densas trevas da vida, fazem com que a luz venha surgir, porque a fé move a mão de Deus para agir em seu favor, pois Deus honra a fé, assim como a fé honra a Deus.
"De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam." (Hb 11:6)
Aquele que tem fé, demonstra crer em Deus, que confia em Deus, que não anda por suas próprias vistas, que não anda segundo os seus sentimentos. Ainda que muitas vezes os seus sentimentos dizem não sentir a presença de Deus, você pode ter a certeza de que Deus está sempre presente em sua vida, seja na tribulação ou na alegria. Jesus nosso Deus nos disse que jamais nos abandonaria, que não nos deixaria órfãos. Isto é fé. Creio na sua palavra e não nos meus sentimentos.
"Pela fé entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem" (Hb 11:3).
Este texto está nos dizendo que as coisas visíveis vieram a existir do nada. E que Deus por sua Palavra criou todas as coisas do nada.  
Por isso temos que enxergar além do mundo visível, pois Deus pode criar do nada soluções para seu problema. Deus traz a existência aquilo que não existe. O nosso Deus é o Deus do impossível, não há impossível para Ele.
Deus pode te dar a cura física, Deus pode te dar um emprego, pode salvar os teus filhos das drogas, salvar o seu cônjuge da perdição, salvar os teus familiares da escravidão do pecado.
Contudo é necessário que você creia, tenha fé, você precisa tomar posse destas vitórias antes mesmo dela existirem. Isto é fé; é a convicção de fatos que não se vêem.
"Ora, a fé é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem." (Hb 11:1)
"O rei da Síria fez guerra a Israel e, em conselho com os seus oficiais, disse: Em tal e tal lugar estará o meu acampamento. // Mas o homem de Deus mandou dizer ao rei de Israel: Guarda-te de passares por tal lugar; porque os siros estão descendo para ali. // O rei de Israel enviou tropas àquele lugar, de que o homem de Deus lhe falara, e de que o tinha avisado, e assim se salvou, não uma nem duas vezes. // Então tendo se turbado com este incidente o coração do rei da Síria, chamou ele os seus servos, e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel? // Respondeu um dos seus servos: Ninguém, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que falas na tua câmara de dormir. // Ele disse: Ide, e vede onde ele está, para que eu mande prendê-lo. Foi lhe dito eis que está em Dotã. // Então enviou para lá cavalos, carros e fortes tropas; chegaram de noite e cercaram a cidade. // Tendo-se levantado muito cedo o moço do homem de Deus e saído, eis que tropas, cavalos e carros haviam cercado a cidade, então o seu moço lhe disse: Ai! Meu senhor! que faremos? // Ele respondeu: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. // Orou Eliseu, e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos para que veja. O SENHOR abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu."  (2 Rs 6:8-17).

Muitos de nós devemos orar para que Deus abra os nossos olhos para enxergarmos com os olhos da fé. Eliseu era o homem de Deus, tinha fé de que Deus não o abandonaria sozinho diante dos seus inimigos, ele sabia que Deus enviaria Seus anjos para lutarem por ele. Muitos de nós somos como o moço de Eliseu, não somos capazes de crer que Deus está ao nosso lado e que já providenciou para nós a vitória que precisamos. Diante as lutas, as dificuldades da vida, das enfermidades nos desesperamos como uma criança que perdeu o pai ou mãe numa estação de trem ou num shopping. Precisamos crer além do que enxergamos.

2º - Para agradar a Deus o homem tem que viver na esperança do novo mundo. (Hb 11:1a)
Para o autor da carta aos Hebreus existe um dualismo, um conflito entre o mundo superior e o inferior, isto é, ele distingue, faz separação entre este mundo e o "mundo celestial", para o qual Cristo passou.
A fé também sabe que este mundo invisível ou mundo celestial é a meta daqueles que crêem em Deus.
"É o firme fundamento das coisas que se esperam" (Hb 11:1).
O que nós cristãos esperamos? Esperamos a manifestação deste "mundo celestial" onde Cristo reinará para sempre. Esperamos ansiosos o dia em que o mundo invisível, se tornara uma realidade visível, o dia em que a Jerusalém celestial descerá até nós homens.
A fé é a faculdade que torna estas promessas reais.
O povo do V.T., que fracassou, o fez por não possuir esta fé. Eles não conseguiam enxergar além de suas dificuldades imediatas na história. Se viviam momentos adversos, de lutas, de dores, eles abandonavam a Deus por não conseguirem crer nas promessas de Deus. Não conseguiam enxergar além da situação visível e momentânea que viviam.
Neste capítulo 11 de Hebreus também está alistado os grandes heróis da fé. São os homens que tiveram fé, que olhavam para além da situação imediata e confiavam na promessa de Deus. Pela fé Abraão e seus filhos entraram na terra prometida, mas olharam para além dela, para a promessa de Deus – para a "cidade que tem os fundamentos da qual Deus é o arquiteto e edificador" (Hb 11:10). Os santos do V.T. morreram todos "na fé", sem terem alcançado as promessas; mas tendo-as visto e saudado, de longe, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. E falavam deste modo porque estavam buscando a sua pátria (Hb 11:13-14).Eles estavam buscando à pátria celestial. Hb 11:16 "Mas agora aspiram a uma pátria superior, isto é, celestial...". Esta confiança jazia na promessa de Deus que "já lhes preparou uma cidade".
Também os apóstolos Pedro e Paulo consideravam a Igreja peregrina.
"... portai-vos com temos durante o tempo da vossa peregrinação." (1 Pe 1:17) // "Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois a vos absterdes das paixões carnais que fazem guerra contra a alma" (1 Pe 2:11) // "Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo." (Fl 3:20).
Pedro e Paulo se diziam peregrinos neste mundo, ambos diziam esperar a manifestação da sua pátria celestial.
A lista de chamada dos heróis da fé, em Hebreus 11, sugeria que a fé é a faculdade de se apegar a Deus, para ver demonstrações de seu poder e libertação. Contudo embora libertações poderosas sejam citadas, elas não são o tema central, pois, "uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição" (11:35). Isto é seguido por uma lista de chamada de homens de fé que não viram livramento, mas apenas sofrimentos, violência e morte. "E todos estes embora tenha recebido bom testemunho pela fé, contudo não alcançaram a promessa" (Ler Hb 11:36-40).
A fé é um apoderar-se da promessa de Deus, para sua suprema salvação, quer esta vida traga bênçãos físicas ou males.
Hebreus foi escrita para encorajar os crentes a permanecerem numa fé que asseguraria as promessas de Deus e as bênçãos que já vieram em Cristo. Eles já haviam se deparado com perseguições. A vida cristã estava provando não ser uma garantia contra o mal e a aflição.  

Conclusão: De fato sem fé é impossível agradar a Deus. Visto que é a fé que temos em Deus, no seu poder, na sua pessoa, que pode alterar o curso do nosso dia a dia, que pode do nada trazer a existência a nossa cura física, a nossa cura emocional, que abre portas de emprego, que traz a salvação dos nossos entes queridos. É a fé que nos levar a obter hoje a resposta de Deus para as nossas orações.
Também é a fé em Deus, em suas promessas que nos enche de esperança e convicção de um dia o céu alcançar. É a fé que nos faz mesmo diante aflições e de lutas, continuarmos a esperarmos o Reino de Deus, um Reino onde não haverá mais choro, onde não haverá mais dor, onde não existirá doenças, nem morte, um reino de paz, alegria, justiça de amor.
É a fé em nosso Senhor Jesus Cristo que nos levará um dia a contemplar este Reino que hoje já é real, contudo ainda não se manifestou, mas que em breve há de se manifestar para alegria de todos aqueles que creram em Jesus Cristo nosso SENHOR.   


Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira


[1] ALMEIDA, Abraão de. O TABERNÁCULO E A IGREJA. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembléias de Deus, 1985 – págs. 83 e 84


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS