TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 23 de agosto de 2011

MEDITAÇÕES 93 - O QUE DEVEMOS DAR PARA UM AMIGO

O QUE DEVEMOS DAR PARA UM AMIGO?

Mc 14:1-11/Jo 12:1-8


Introdução: Um certo jovem estava preocupado, pois o aniversário de seu melhor amigo estava chegando e ele não sabia o que dar de presente para o seu amigo. Depois de pensar muito resolveu dar uma camisa sua, embora ela fosse usada. Ele tomara aquela decisão, pois aquela era a camisa que ele mais gostava e ele queria dar ao seu amigo aquilo que ele considerava mais precioso para ele, pois esse era o sentimento que ele tinha por seu amigo.

Transição: Jesus estava em Betânia. O texto nos diz que eles estavam a dois dias da comemoração da páscoa. Jesus se encontrava na casa de Simão, o leproso. Simão já não era mais leproso, pois Jesus o curará, mas foi mencionado assim pelo evangelista para diferenciar dos outros 'Simão' que aparece nas histórias bíblicas. Também estavam com Ele na casa de Simão, o amigo Lázaro e suas duas irmãs. A mulher citada neste texto por Marcos segundo o evangelho de João é Maria irmã de Lázaro (Jo 12:3).
            Jesus estava ciente que esta era a última páscoa que passaria com seus discípulos e amigos. Diante disto essa seria uma das ultimas oportunidades que seus amigos teriam para manifestar seu amor por Ele antes de sua morte.
           
                  O que devemos dar para um amigo?
           

1º - Maria deu mais que um perfume (v. 3)
O que significava o ato da mulher?
O ato daquela mulher foi um ato profético, pois ela já estava preparando Jesus para a sepultura. Provavelmente a mulher crera nas predições de Cristo sobre sua morte.
Sua generosidade se deveu a sua devoção e gratidão. Maria estava grata. Primeiro porque a poucos dias antes Jesus havia ressuscitado seu irmão Lázaro, e, em segundo porque ela sabia que Jesus estava pronto e disposto a morrer como um ato de amor por seus amigos o qual ela se incluía entre eles. E assim derrama o fragrante perfume, sua possessão mais custosa, sobre a cabeça Dele como se estivesse ungindo um rei. Seu ato relativamente pequeno de sacrifício é um símbolo do sacrifício muito maior que Jesus em breve faria; e ela o faz para mostrar que nenhuma dádiva em resposta a um amor como o dele é demasiado grande – amor divino que, não somente dá todas as coisas, mas também se alegra por ficar sem recompensa. Jesus aprecia o motivo que a impulsionou à ação. Ele sabe que esta não é nenhuma expressão de sentimento insípido, sem sabor, sem amor, mas que fala eloqüentemente de compreensão profunda e de genuína afinidade empática. Maria estava demostrando também a sua dor por saber que seu Mestre e amigo haveria de morrer, pois ela demostra ter crido nas palavras de Jesus.
Jesus vê no vaso quebrado um quadro descritivo do seu corpo que logo seria quebrado na cruz. O aroma do perfume lhe fala, não de desperdício e extravagância, mas da preparação do seu corpo crucificado para o sepultamento. Ele fica tão indignado com os discípulos por sua atitude para com a mulher, como eles tinham ficado com ela por sua atitude para com Ele.
       Jesus sabia que quando Maria derramou o perfume sobre Ele, não era apenas o perfume que ela estava derramando, mas ela derramava ali todo o seu ser. Maria deu a Jesus mais do que o perfume ela se deu a Jesus.

2º - Judas deu a ingratidão (v. 4-6)
Parece-nos que Judas foi o incitador da murmuração. Segundo o evangelho de João no cap. 12:6 Judas por tomar conta da bolsa e por ser ladrão se indignou com o ato de Maria. Judas se faz de santinho ao se mostrar preocupado com os pobres, mas sua verdadeira intenção não era dar o dinheiro aos pobres, mas era roubar um pouco ou quem sabe todo o dinheiro.
Judas demostrou neste ato ingratidão e falta de compreensão.
Após ter andado mais ou menos uns três anos com Jesus, ter visto Jesus ressuscitar a Lázaro, a filha de Jairo, ter curado cegos, surdos, libertado os endemoniados, Judas não aceitou o fato de Maria ter derramado um perfume tão valioso sobre Jesus. Se Judas tivesse compreendido o ministério de Jesus, e quem Jesus realmente era, com certeza Judas não teria sido ingrato com Jesus.
A ingratidão de Judas se deve ao fato de ele ter se decepcionado com Jesus, pois para Judas se Jesus realmente era o Messias, Ele não podia morrer, os discípulos não compreendiam a idéia de que o Messias deveria morrer. Judas como os demais discípulos esperavam um Messias poderoso, que julgaria todas as demais nações e exaltaria a Israel.
De repente ele vê Maria derramando aquele bálsamo sobre Jesus. Neste instante todos devem ter ficados mudo, calado, seus pensamentos quase que podiam ser ouvido: Por que ela esta fazendo isso ao Mestre? Esta era a pergunta que estava pairando sobre todos eles.
O valor do bálsamo representava em valor o trabalho anual de um lavrador. A mediocridade, a avareza, a ingratidão, a falta de compreensão  e a ganância de Judas deve ter saltado a pele diante de um valor como este. Ao ponto de Judas quebrar o silêncio  insinuando uma preocupação pelos pobres.
Jesus reprova Judas e os demais discípulos dizendo a eles que 'os pobres sempre os tendes convosco' , esta frase não deve ser entendida como prova de insensibilidade. Jesus Cristo esta dizendo na verdade, que haveria outras oportunidades de fazer bem aos pobres, mas não haveria outra oportunidade de fazer o que fora feito em seu beneficio.

3º - Jesus deu sua vida (v. 7)
Mc 14:8 - Jo 15:13 – Rm 5:10
Jesus, entretanto, disse: Deixa-a! Que ela guarde isto para o dia em que me embalsamarem; (Jo 12:7).
Ela fez o que pôde: antecipou-se a ungir-me para a sepultura. Mc 14:8
Jesus demonstra nestas passagens que Ele já estava ciente de seu destino, e que sabia que sua morte estava muito próxima. Jesus estava pronto para morrer por seus amigos, por mim e por você.
Jesus provou seu amor por nós dando sua vida quando ainda éramos pecadores, isto é, quando ainda estávamos vivendo apenas para os nossos prazeres.
Jesus deu o que Ele tinha de mais precioso para você e por você. Jesus deus o seu Reino para você. Jesus está te convidando para reinar com Ele no reino que o Pai lhe deu. Jesus está te dando a oportunidade de você se tornar "Filho de Deus". Jesus esta te dando a oportunidade de você ser um com Ele, de participar da sua Herança, Ele está te chamando para dividir o amor de Seu Pai com você. Jesus deu para você tudo o que Ele possui, deu Sua própria vida para que você possa viver ao lado Dele.

Conclusão: Maria deu ao seu maior amigo, àquele que havia ressuscitado seu irmão seu maior bem. Ela deu a Jesus o perfume mais caro que possuía e junto com o perfume ela estava se derramando a Jesus. Judas ao se decepcionar com o seu amigo Jesus, o traí e o despreza, pois ele esperava que Jesus fosse por fim a servidão de Israel diante do Império Romano. Jesus deu sua vida por você. Jesus está oferecendo o seu Reino para você.
Pode ser que você esteja decepcionado com Jesus por estar com expectativas erradas de Jesus e o seu Reino, assim como Judas estava. Diante disso o que você tem dado a Jesus? Você o tem traído buscando outros deuses? Demonstrado desinteresse por Ele e seu Reino? O que você tem dado a este que provou ser seu melhor amigo? Quem sabe você ainda não se entregou a Jesus? Entregue-se a Jesus, dê sua vida para Ele num passo de fé e só então você começará a compreender o seu Reino. Pois o Reino de Deus se manifestará em breve, e Jesus dará a seus amigos o direito de participar do seu Reino.




Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS