TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

REFLEXÃO 25 - NÃO ULTRAPASSE OS LIMITES QUE DEUS LHE DEU

NÃO ULTRAPASSE OS LIMITES QUE DEUS LHE DEU
1 Sm 13

            Alguns anos atrás eu subi com um sofá dezesseis andares de um edifício. Naquela ocasião eu e minha família estávamos mudando de residência. O sofá não entrava dentro do elevador, e não tivemos escolha, tínhamos que subir dezesseis andares ou desmonta-lo. Você já sabe qual foi à conclusão. Naquele dia descobri que meu corpo não estava pronto para suportar aquela subida, quando coloquei o sofá no chão, ouvi um estralo na minha costa, naquele dia tudo continuou normal, ajudei depois ainda a subir um freezer para o andar de cima da cobertura. No outro dia não consegui levantar da cama, arrastei meu corpo pelo chão do quarto até chegar na maçaneta da porta, onde me apóie para me levantar. A partir daquele dia tenho convivido com uma hérnia de disco. Por isso quero dizer “não ultrapasse os limites que Deus lhe deu” sejam eles físicos ou espirituais.


Saul foi o primeiro rei de Israel e estava encurralado pelos filisteus; seus homens haviam se escondido entre cavernas, túmulos e penhascos para não serem vistos pelos inimigos. Samuel havia pedido para Saul espera-lo sete dias e então ele viria para oferecer a Deus holocaustos em favor de todo o povo que estava na guerra. Passaram-se os sete dias e Samuel não havia chegado, Saul resolveu então fazer a vez do sacerdote diante o fato de que seus homens haviam se cansado de esperar por Samuel.
Saul havia sido ungido por Deus para ser rei, e não para o ministério sacerdotal. Saul pecou quando fez o serviço de Samuel e não o esperou. Então percebemos aqui dois erros de Saul: primeiro não teve paciência para esperar Samuel; segundo fez algo que Deus não lhe deu autoridade para fazer. O segundo erro de Saul foi conseqüência em parte do primeiro.
Alguns membros de nossas igrejas vivem cometendo estes dois pecados.
Muitos têm pecado por causa da falta de paciência. Esta falta de paciência os leva a arrumarem confusão no transito, em filas de banco, restaurante, às vezes os levam a falarem palavras torpes ou baterem em seus filhos com ira ao invés de faze-lo com amor.
A falta de paciência demonstra a falta de um dos frutos do Espírito: longanimidade. Devemos buscar este fruto para nossa vida. Muitas decisões podem ser mais bem tomadas quando temos longanimidade.
Alguns têm cometido o segundo pecado de Saul, não só não fazem o que Deus não os outorgou a fazer como vivem cobiçando os cargos ou dons dos outros irmãos (Ex 20:17).
Precisamos compreender que Deus nos deu dons diferentes e nos colocou em posições diferentes dentro do corpo (Ef 4:11). Não devemos querer ser pé quando somos a mão, não devemos querer ser o olho, se Deus nos colocou como ouvido (1 Co 12:20-21). Devemos respeitar o dom de cada um e ser submisso a autoridade que Deus deu a cada um dentro do corpo.
Não deixemos que nossa falta de paciência para com aqueles que ainda não estão tão aptos dentro do corpo venha nos levar a pecar contra o corpo. Precisamos fazer com que todo o corpo trabalhe e não querer trabalhar por todo o corpo; precisamos esperar e se necessário ajudar os demais membros que necessitem de apoio a desenvolverem seus dons e não querer tomar o seu lugar no corpo.



Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira
05/01/2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS