TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

IGREJA 1 - A IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

A Igreja do Senhor Jesus Cristo


"E também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela." (Mt 16:18).

Gostaria de compartilhar com os irmãos e amigos sobre a Igreja. A verdadeira Igreja Cristã não se constitui apenas de bonitos e vultuosos prédios e também não basta estar cheia de pessoas no seu interior.
A verdadeira Igreja do Senhor Jesus é muito mais que isso. É um organismo VIVO! Representa um Corpo, uma Família, um Rebanho.
Em Mateus 16:13-20 temos a colocação perfeita de Jesus sobre a Sua Igreja. Jesus se refere, respondendo à declaração de Pedro, que a Sua Igreja estaria edificada sobre aquela pedra. Que pedra? Jesus referia-se à própria resposta de Pedro: "Tu és o Cristo o Filho do Deus Vivo." Jesus queria dizer que a Sua Igreja seria edificada sobre aquele fundamento - que Ele era o Filho do Deus vivo.
A verdadeira Igreja não pode estar baseada em nenhum fundamento humano. A Igreja do Senhor vencerá as portas do inferno, é portanto uma Igreja vitoriosa e terá completa comunhão com Seu Senhor.


Sobre essa Igreja queremos meditar. O termo Igreja não era desconhecido dos judeus, porém utilizavam mais o termo congregação, principalmente quando se referia ao povo escolhido de Deus (Sl 82:1 e Nm 27:14-17). A Igreja significava: associação de pessoas, aqueles chamados e congregados para um propósito.
No original grego, a palavra "edificarei", proferida por Jesus quer dizer "fundar uma família, uma sociedade unida, um povo". Isto é uma dinastia especial de Cristo, uma casa de família espiritual. A diferença em relação às congregações anteriores dos judeus é que a Igreja deixaria de ser apenas um grupo organizado de pessoas, mas uma própria família - a Família de Cristo.
O Seu povo seria escolhido por Ele mesmo, chamado por Seu nome e autoridade, do qual Ele seria o Cabeça, representante e responsável direto. O escritor aos Hebreus em Hb 3:6 refere-se: "Mas Cristo, como Filho, sobre a Sua própria casa, a qual casa somos nós, se tão somente..."
Esse povo escolhido para fazer parte dessa família certamente teria lutas e adversários, por isso o Mestre falou que as portas do inferno não prevaleceriam contra essa Igreja. Com Cristo liderando, guiando esse povo escolhido e família única, não há mal que possa contra ela.
Esta é uma primeira noção sobre Igreja no Novo Testamento: a Família de Jesus. Também encontramos no NT referências à Igreja como sendo um Corpo, o Corpo de Cristo. Jesus é a Cabeça soberana desse corpo. Vejamos Efésios 1:22-23 : "E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da Igreja. Que é o Seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos."
Como um corpo não tem vida sem a cabeça, a Igreja depende de Cristo para ter a sua existência. Da mesma forma que o direcionamento do corpo procede da cabeça, Cristo dirige a Igreja. Da mesma forma que o domínio do corpo vem da cabeça, Cristo que possui o domínio de tudo (Mt 28:18), domina a Igreja.
Outra comparação feita no NT, da Igreja como Noiva de Cristo, também pertence a este conceito de corpo. A Igreja deve se manter pura, suave e nobre para o encontro com o seu Noivo.
A Igreja também é chamada de Rebanho de Cristo, e Ele é Seu insubstituível e intransferível Pastor. Vejamos João 10:11, 14, 15, 27, 28). Esta comparação da Igreja com um rebanho nos ensina:
·         que a Igreja, como um rebanho, contém seres que são guiados, estimados e protegidos pelo seu dono;
·         que a Igreja, como um rebanho, é uma unidade, embora se forme de muitos elementos;
·         que a Igreja, como um rebanho, é útil ao seu proprietário e a outros;
·         Cristo fez pelo Seu rebanho, todos os sacrifícios e benefícios possíveis;
·         Ele deu sua própria vida pela Igreja (Jo 10:11);
·         Ele mantém um relacionamento pessoal, conhecendo Suas ovelhas pelo seus nomes, cuidando zelosamente delas (Jo 10:14,15); e
·         Ele preserva, defende e dirige Suas ovelhas, dando-lhes o máximo, a vida eterna (Jo 10:27,28).
Essa Igreja, comparada a um rebanho, a uma família a um corpo tem sempre abrigo, conforto, direcionamento e proteção. Jesus afirmou que a vitória já está assegurada à Sua Igreja (Mt 16:18), que estará sempre conosco, como Chefe dessa Igreja, independente do número reunido (Mt 18:20 e 28:20).
Gostaria de falar agora sobre duas particularidades da Igreja de Cristo: a Igreja Invisível e a Igreja Visível.
A Igreja Visível é constituída por todos os cristãos, os denominados "salvos por Cristo", reunidos em todas as partes do mundo. Sob várias denominações, congregações e instituições. Na Igreja Visível são vistos os salvos e as bênçãos prometidas concedidas à Sua Igreja. A Igreja Visível é a agência divina , visível, militante, para formação da Igreja Ideal. Ela é um meio que Deus usa para concretizar o Seu plano de redenção. Nela podemos ver, visivelmente, a batalha da fé dos crentes, seus testemunhos e sua obra de evangelização em todo o mundo. Também é chamada de Igreja Militante.
As igrejas, como agências de Deus, possuem sedes, organizações, governos, disciplina, ministérios, poderes e promessas concedidas pelo Senhor.
A Igreja Invisível é constituída pelo Corpo Espiritual de todos os eleitos e salvos em Cristo, em todas as épocas e em todos os lugares. É invisível porque o seu número, a sua extensão, não é perceptível aos homens. Ela abrange todos os que estão atualmente na glória e aqueles que para lá ainda serão levados, e entre os quais estão aqueles que agora militam na terra. Também é conhecida por Igreja Triunfante, porque abrange os verdadeiramente salvos e eleitos, em contraste com os que meramente se congregam pelas igrejas.
A Igreja Invisível não possui defeitos nem manchas. Todos os que a integram foram lavados pelo sangue de Jesus. Enquanto a Igreja Visível, com suas igrejas particulares, pode conter falhas, erros e defeitos, a Igreja Invisível, não. Ela é pura, de conformidade com o plano maravilhoso e soberano de Deus.
Através desse plano, Deus reuniu em um só povo, um só rebanho, com um só Pastor Divino, este Povo Peculiar, Jo 10:16, integrantes de Sua Igreja, que tiveram seus nomes escritos no Livro da Vida.
A Igreja Invisível procede da Igreja Visível, porém o Senhor conhece os que são seus. Algumas pessoas ditas cristãs, ou que aparentam sinais de vida religiosa, podem iludir os demais membros de uma congregação, mas não enganam o Senhor da Igreja. Ele conhece as Suas ovelhas.
A Igreja Invisível também é chamada de Igreja Triunfante porque é constituída só de regenerados, daqueles que verdadeiramente foram nascidos de novo e tem o seu fundamento no Filho do Deus Vivo, que ressuscitou da morte e que também está vivo, ao lado do Pai. A Igreja Triunfante não aceita a idéia de um purgatório após a morte, pois os integrantes desta Igreja não podem mais "purgar" os seus pecados. Todo o sacrifício foi feito por Jesus na cruz. A Igreja é triunfante porque já venceu o Príncipe das Trevas.
Quando começou então a Igreja? Alguns poderiam dizer: "Em Pentecostes!", conforme Atos 2. Na verdade, as referências à Igreja são dirigidas aos salvos em Cristo, quer seja pela fé exercida no Messias que viria (os antigos do Velho Testamento) quer seja a fé no Messias que veio - Jesus Cristo, que veio e deu a Sua vida pela Igreja.
A Igreja, como Família de Deus, começou no Jardim do Éden. Ali Deus manifestou o Seu propósito de reunir uma família, um povo só Seu.
No Velho Testamento a Igreja era identificada com a Nação de Israel. Ali estava o povo de Deus congregado. Assim era conhecida a Congregação de Israel, ou Igreja de Israel. A identificação do povo de Deus era essencialmente espiritual e não racial. Os israelitas eram o Povo de Deus, mas qualquer um, de qualquer nação, podia, pela fé no Deus de Israel e observância nas Suas leis, agregar-se àquela comunidade e identificar-se como Servo de Deus. Há muitas referências sobre a recepção aos estrangeiros. Temos o exemplo da mulher de Moisés, que era da Etiópia. Rute, também, é o exemplo da moabita estrangeira, que identificou-se com o povo de Israel.
Então o que aconteceu em Pentecostes? Em Pentecostes ocorre a inauguração de uma nova fase da Igreja, ou seja a sua internacionalização. A Nação de Israel passou a abranger uma multidão de povos, nações, tribos e línguas. Israel errou na sua função, envaideceu-se, julgando-se o único povo escolhido de Deus e caiu, rejeitando abertamente ao Messias. A vinda de Jesus quebrou o muro que Israel havia levantado com os outros povos.
O evento marcante em Pentecostes foi o cumprimento da profecia de Joel 2:28-32, Deus derramando o Seu Espírito Santo sobre a Igreja. A partir daquele momento a Igreja passaria a não ficar mais atrelada à Nação de Israel. A Igreja passou a ter vida própria, o Consolador - o Espírito Santo, substituiria a presença física de Jesus no meio dos fiéis.

Quais são as principais tarefas da Igreja Visível?
1.             O seu alvo: chegar à estatura de Cristo. Ef 4:13
2.             A sua obra: Evangelizar e discipular. Mt 28:18-20.
3.             O seu poder: Do Espírito Santo. At 1:8.
4.             A sua garantia: A presença de Cristo. Mt 18:20.
5.             As suas armas: São espirituais. Ef 6:10-18.
6.             Os seus membros: os regenerados. Jo 3:3.
7.             A sua vida: glorificar a Cristo. Ef 1:23.
8.             A sua unidade: a fé. Jd 3.
9.             O seu anseio: a paz e a alegria do Senhor nos homens. Rm 14: 17-18.


Em suma, é instruir os cristãos, testemunhar o Cristo Vivo - Filho de Deus, e manter-se pura, como a Noiva que há de encontrar-se com o Seu Noivo.
Voltando ao ponto em que iniciamos, a beleza do templo de nossas igrejas não pode encobrir a verdadeira glória da Igreja de Cristo em qualquer lugar. Dentro do templo temos a Igreja Visível, constituída por todos os membros que congregam naquele lugar e temos aqueles que farão parte da Igreja Invisível, Triunfante, aqueles que pelo Sangue do Cordeiro herdarão a Vida Eterna.
Gostaria de conclamar a todos os irmãos e amigos para que sejamos revestidos de um profundo sentimento de responsabilidade. Como membros desse Organismo Vivo que é a Igreja do Senhor, ovelhas do Seu Pastoreio, integrantes da Família de Deus. Não queiramos apenas aumentar a Igreja Visível, mas estejamos preparando, instruindo vidas e acima de tudo vivendo uma vida em direção ao maravilhoso caminho da Igreja Triunfante, onde somente os regenerados, os nascidos de novo, os comprados, as novas criaturas, lavadas e purificadas pelo Sangue do Cordeiro farão parte no Reino de Deus.Amém. .

AUTOR DESCONHECIDO



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS