TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

ESTUDOS 90 - A KENOSIS (ESVAZIAMENTO) DE JESUS, O CRISTO

A KENOSIS (esvaziamento) DE JESUS, O CRISTO

(Fp 2:5-11)

Hélio, 1998



Fp 2:5-11 (tradução pessoal): 5 De_sorte_que haja em vós este sentimento que há também em Cristo Jesus, 6 o qual, sendo em a forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, 7 mas fez a si mesmo de nenhuma reputação, a forma de servo havendo tomado, havendo sido feito na semelhança de homens; 8 e, na figura havendo sido achado como um homem, humilhou-se a si mesmo havendo se tornado obediente até a morte, morte mesmo de uma cruz. 9 Por isso, também Deus altamente lhe exaltou, e lhe deu um nome que é sobre todo nome; 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11 e toda a língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus o Pai.


a. Cristo deixou a glória do céu.
        Jo 17:5 E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.
        2Co 8:9 Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.


b. "Fez a si mesmo de nenhuma reputação": A excelente "Almeida Corrigida e Revisada, Fiel ...", traduz kenoo por "esvaziou", mas isto pode levar a doutrinas errôneas (ver c.a e c.b, abaixo), porisso devemos preferir o que os dedicados crentes-e-eruditos ponderadamente traduziram na King James Bible: "fez a si mesmo de nenhuma reputação". Note como isto casa com a explicação do próprio texto: Cristo não se importou com sua reputação, mas "esvaziou-se a si próprio" apenas no sentido de se fazer de nenhuma fama ao tomar a forma de servo!!! Há artigos de grandes eruditos em Grego justificando esta tradução. Lembre que o Texto Grego não tem vírgulas, e releia Fp 2:7.
- Mesmo que a tradução fosse "esvaziou-se a si mesmo", notemos que:

b.a. - Há grave erro no ensino que: "Cristo, enquanto aqui na terra, voluntariamente despiu-se, ficou sem seus atributos relativos de divindade (onisciência, onipotência, onipresença), enquanto retendo seus atributos imanentes (santidade, amor, verdade)". Os argumentos contrários a esta teoria são:
- Isto implicaria que Cristo, enquanto aqui na terra, ficou algo menos que pleno, real Deus. Mas nem por 1 segundo Cristo foi (nem é, ou será) sequer 1 mm menos que 100% Deus!
Jo 1:1; 2Co 4:4; Cl 1:15; 2:9; He 1:3. Ver também 3.7 - "A Divindade do Filho", no nosso curso de Cristologia.
        João 1:1: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus."
        2Co 4:4: "Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus."
        Cl 1:15: "O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;"
        Cl 2:9: "Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;"
        Heb 1:3: "O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;"

b.b. Há erro, mesmo que menos grave, no ensino que: "Cristo, mesmo nunca deixando de ser 100% Deus, nunca chegando a ter 1 mm a menos de nenhum dos seus atributos de divindade, voluntariamente deixou, aqui na terra, de exercer, usar alguns desses atributos: Onipresença Jo 11:14-15. Onisciência Mc 13:32; Lc 8:45-46. Onipotência Lc 5:19-20." Os defensores desta teoria alegam os versos:
        Jo 11:14-15: "Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto; (15) E folgo, por amor de vós, de que eu lá não estivesse, para que acrediteis; mas vamos ter com ele."
        Mc 13:32: "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai."
        Lc 8:45-46: "E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? (46) E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude."
        Lc 5:19-20: "E, não achando por onde o pudessem levar, por causa da multidão, subiram ao telhado, e por entre as telhas o baixaram com a cama, até ao meio, diante de Jesus. (20) E, vendo ele a fé deles, disse-lhe: Homem, os teus pecados te são perdoados."
Mas os argumentos contrários a esta teoria são:
- Isto poderia ser possível para onipresença e onipotência, mas é impossível que se decida não saber o que já se sabe!!!
- Lc 8:45-46 é apenas antropomorfismo, Cristo rebaixando-se a falar em termos das limitações dos homens (como Deus perguntando a Adão "onde estás?" Gn 3:9, etc.).

        Gn 3:9: "E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?"
- Em Mc 13:32 ("Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.") o contexto é Filho do Homem, Cristo como o homem perfeito, representando a humanidade.

b.c. A posição correta é que, como representante perfeito da humanidade e pelo ângulo da sua natureza humana perfeita, Cristo podia dizer que não era onisciente, não sabia do dia e da hora. Mas, na realidade, sua pessoa integral sempre foi e é e será onisciente, Cristo sempre soube qual será aquele dia e hora, pois sua inseparável e indesligável natureza divina é onisciente (ver 3.7.Onisciência, no nosso curso de Cristologia). Analogia: um diplomata pode ao mesmo tempo saber de algo (como pessoa total) e não sabê-la (na qualidade de porta-voz do País)!



c. "Sendo em a forma de Deus" não quer dizer que Deus Pai tem uma forma física (a mesma que Cristo também tinha, mesmo antes da encarnação). Quer dizer que o Verbo tinha a natureza permanente, essencial, interna, verdadeira e total de Deus o Pai.


d. "Não teve por usurpação o ser igual a Deus" pode ser traduzido "não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar." Cristo não considerou a manifestação da sua divindade no céu como um tesouro a que devia se agarrar e reter a todo custo. Na sua encarnação ele não se preocupou em reter nada dessa manifestação.


e. "Havendo sido feito na semelhança de homens" (Ver Jo 1:14; Rm 1:3; Gl 4:4; He 2:14,17) e "a forma de servo havendo tomado" (Ver Is 42:1; 49:5-7; Mt 20:28) Este fato absolutamente estonteante não pode ser mesmo remotamente apreendido pela mente humana: o infinito e santo Criador se fez semelhante às suas criaturas finitas e pecadoras (todavia sem ser contaminado pelo pecado)!!! E. além disso, se fez um humilde servo!!! Oh, o amor de Deus! Is 11:1 diz "... brotará um rebento do trono de Jessé...", não diz "do Rei Daví", mas "de Jessé", um pobre camponês!

        João 1:14: "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade."
        Rom 1:3: "Acerca de seu Filho, que nasceu da descendência de Davi segundo a carne,"
        Gal 4:4: "Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,"
        Heb 2:14,17: "E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;" (17) "Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo."
        Isa 42:1: "Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios."
        Isa 49:5-7: "E agora diz o SENHOR, que me formou desde o ventre para ser seu servo, para que torne a trazer Jacó; porém Israel não se deixará ajuntar; contudo aos olhos do SENHOR serei glorificado, e o meu Deus será a minha força. (6) Disse mais: Pouco é que sejas o meu servo, para restaurares as tribos de Jacó, e tornares a trazer os preservados de Israel; também te dei para luz dos gentios, para seres a minha salvação até à extremidade da terra. (7) Assim diz o SENHOR, o Redentor de Israel, o seu Santo, à alma desprezada, ao que a nação abomina, ao servo dos que dominam: Os reis o verão, e se levantarão, como também os príncipes, e eles diante de ti se inclinarão, por amor do SENHOR, que é fiel, e do Santo de Israel, que te escolheu."
        Mat 20:28: "Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos."


f. "Humilhou-se a si mesmo..." O Verbo eterno se pôs na posição de Filho, de Servo, submeteu-se à autoridade, limitou-se, humilhou-se.. . Como He 5:8 ("... aprendeu a obediência...") + Mt 26:39,42 ("... todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres...") e 1Pe 2:21-24 contrastam com Lúcifer em Is 14:13-14 ("...Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono... e serei semelhante ao Altíssimo...)!


g. Cristo "se fez obediente até a morte"!!! Mt 26:39; Jo 10:18; He 5:8; 12:2.
        Mat 26:39: E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.
        João 10:18: Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.
        Heb 5:8: Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.
        Heb 12:2: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.


h. Cristo morreu "morte mesmo de uma cruz", a pior, a mais degradante morte, física e judicialmente. Ver Sl 22:1,6-8,11-18; Is 53:2-12; Gl 3:13.
        Sal 22:1: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?
        Sal 22:6-8: Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo. (7) Todos os que me vêem zombam de mim, estendem os lábios e meneiam a cabeça, dizendo: (8) Confiou no SENHOR, que o livre; livre-o, pois nele tem prazer.
        Sl 22:11-18: Não te alongues de mim, pois a angústia está perto, e não há quem ajude. (12) Muitos touros me cercaram; fortes touros de Basã me rodearam. (13) Abriram contra mim suas bocas, como um leão que despedaça e que ruge. (14) Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjun-taram; o meu coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas. (15) A minha força se secou como um caco, e a língua se me pega ao paladar; e me puseste no pó da morte. (16) Pois me rodearam cães; o ajuntamento de malfeitores me cercou, traspassaram-me as mãos e os pés. (17) Poderia contar todos os meus ossos; eles vêem e me contemplam. (18) Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa.
        Isaias 53:2-12 (2) Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. (3) Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. (4) Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. (5) Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. (6) Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. (7) Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. (8) Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. (9) E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca. (10) Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão. (11) Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si. (12) Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.
        Gal 3:13: Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;


i. "Por isso, também Deus altamente lhe exaltou" Is 52:13; Jo 17:1; At 2:33; He 2:9.
        Isa 52:13: Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado, e elevado, e mui sublime.
        João 17:1: Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti;
        Atos 2:33: De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis.
        Heb 2:9: Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.


j. O Pai "lhe deu um nome que é sobre todo nome", isto é, Cristo tem a suprema posição de autoridade não só por ser o Criador e Deus, mas também por ter se humilhado e ter obedecido até a morte, morte de cruz, assim sendo o Salvador e Senhor. Ef 1:20-21; He 1:4.
        Efe 1:20-21: Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro;
        Heb 1:4: Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles.


k. Cristo será universalmente reconhecido como Senhor, por todos!!! Is 45:23; Rm 10:9-10; Ap 5:13; 7:9-12; 14:6-7.
        Isa 45:23: Por mim mesmo tenho jurado, já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás; que diante de mim se dobrará todo o joelho, e por mim jurará toda a língua.
        Rom 10:9-10: A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.
        Apo 5:13: E ouvi toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.
        Ap 7:9-12: Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro. E todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus, Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém.
        Apo 14:6-7: E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo. Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.


Como? "ao nome de Jesus se dobre todo o joelho ... e toda a língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus o Pai."

Por quem? "os que estão nos céus" [os anjos e os salvos, no 3o. céu, e os demônios, no 2o.], "e na terra" [homens viventes, tanto salvos como perdidos], e debaixo da terra, [os perdidos, no inferno].



CONCLUSÃO: Verdadeiramente crer e confessar a Cristo como Senhor, ainda nesta vida, garante salvação eterna; mas esperar até a próxima vida resultará em condenação eterna! A suprema questão não é se o homem reconhecerá Cristo como Senhor, mas sim onde o fará!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS