TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

MEDITAÇÕES 80 - AS MARCAS DE MARTINHO LUTERO

AS MARCAS DE MARTINHO LUTERO

Em 1438 nasceu Martinho Lutero o homem que levou o mundo a romper com a instituição mais despótica (tirana, opressora) da História, em busca da liberdade. A ele se da o titulo de "fundador do protestantismo". Isso se deu ao fato de que em 31 de Outubro de 1517, Lutero, afixou à porta da igreja de Wittenberg, 95 teses, quase todas relacionadas as indulgências, as quais, em sua essência, referiam de frente a autoridade do papa.
Hoje faz exatamente 482 anos que se deu a reforma; e a vida de Martinho Lutero ainda tem muito para nos ensinar. Estaremos hoje falando sobre MARTINHO LUTERO.

1º ) Era um homem que carecia da glória de Deus (Rm 3:23)
"pois todos pecaram e carecem da glória de Deus"
            Todo ser humano tem um grande vazio por dentro, pois todos nós fomos criados para o louvor da glória de Deus. Como, Adão o primeiro homem pecou, todos os homens nascem pecadores e destituídos da gloria de Deus, esta é a razão do vazio interior que há em nós.
Lutero foi um homem que sofria muito por ter sempre aprendido que Deus era justo e que puniria o homem por seus pecados. Ele via Deus mais como um juiz vingativo do que um amigo. A Igreja Católica Romana ensinava que o próprio homem devia fazer sua propiciação por seus pecados e que como o homem não conseguia fazer compensação suficiente pela sua culpa, era necessário recorrer aos santos nos céus, e clamar a Maria para desviar a ira de Cristo.
Quando moço Lutero apresentava-se diariamente ao confessionário, onde o padre lhe impunha penitências e o obrigava a praticar boas obras, contudo ele não conseguia sentir paz diante de Deus.
Lutero se tornou um monge muito dedicado, vivia fazendo penitências, vivia em jejuns constantes, se tornou um doutor em teologia, mas nada o fazia sentir paz. Dentro de sua alma havia uma luta constante e um medo de morrer e se encontrar com Deus.
CORNÉLIO (At 10:2)
Deus também apresentou a Lutero Seu plano de salvação por meio do Seu Filho Jesus Cristo. Deus não precisou enviar um apóstolo, porque Lutero tinha em suas mãos a Bíblia. O que Deus fez então?
Um certo dia quando Lutero estava lendo o livro de Romanos e leu a seguinte frase: "O justo viverá da fé", Deus abriu seus olhos para compreender o que significava aquilo que ele estava lendo. Depois de meditar sobre este ponto dias e noites Lutero compreendeu que aquele que tem fé em Cristo Jesus, que aquele que creu no sacrifício de Jesus feito na cruz é considerado por Deus como justo. Lutero entendeu que a justiça de Deus é imputada ao homem pela fé. E finalmente Lutero alcançou a paz que ele tanto almejava. Deus revelará por meio da sua Palavra que não era necessário penitências nem boas obras, mas somente fé em Jesus Cristo. Finalmente o seu vazio interior foi preenchido pela glória de Deus. Agora o Esp. de Deus habitava em seu ser, e no seu interior corria rio de água viva.


2º) Martinho Lutero era um homem corajoso (Pv 28:1b)
"..., mas o justo é intrépido (corajoso) como o leão"
A Igreja Católica Romana ensinava que as indulgências eram um abrandamento das penas do Purgatório, isto é, a remissão do castigo do pecado. Segundo a doutrina romanista, o Purgatório é muito parecido com o Inferno, com a diferença de ser temporário; porém todos têm de passar por ele. Todavia, o papa declarava ter o poder de mitigar (abrandar) ou remitir (perdoar) de todos esses sofrimentos. Este ensino começou com os papas Pascoal I (817-24) e João VIII (872-82). Viu-se que as indulgências do papa eram altamente proveitosas (lucrativas), e generalizou-se logo o seu uso. Elas eram oferecidas como estímulo para se participar das cruzadas, ou guerras contra os hereges, ou contra algum rei a quem o papa desejasse punir, eram concedidas aqueles que faziam peregrinações a Roma ou se vendiam por dinheiro.
Uma vez que Lutero conheceu a verdade, ele fixou as 95 teses na porta da Igreja de Wittenberg que atacava diretamente os ensinos do papa. A igreja Católica Romana o perseguiu, contudo ele não deixou de ensina-la por causa da grande pressão exercida sobre ele pela Igreja Católica Romana. Foi ameaçado de morte, excomungado da Igreja Católica Romana e teve que fugir para não se morto. Lutero sabia que agora em Cristo Jesus ele era um homem justificado, sabia que não tinha mais nenhuma divida para com Deus.
Jesus Cristo pagou toda divida conforme está escrito em Cl 2:13-15. Não é necessário pagarmos indulgências, não é necessário fazermos boas obras para salvação; devemos praticar boas obras por sermos salvos e não para sermos salvos. "Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos" (1 Tm 2:5,6). Diante destas palavras como justificar que Maria intercede por nós homens, ou será que a Bíblia esta mentindo?
Diante da Bíblia e dos ensinos dos homens Lutero preferiu seguir a Palavra de Deus. Diz a história que: Quando o núncio (embaixador) do papa Leão X exigiu de Lutero, perante a augusta (respeitável) assembléia, que se retratasse, ele respondeu: "Se não me refutardes pelo testemunho das Escrituras – desde que não creio somente nos papas e nos concílios, por ser evidentes que já muitas vezes se enganaram e se contradisseram uns aos outros – a minha consciência tem de ficar submissa à Palavra de Deus. Não posso retratar-me, nem me retratarei de qualquer coisa, pois não é justo nem seguro agir contra a consciência. Deus me ajude! Amém."
Ainda hoje há muitos homens que se dizem religiosos, que se escondem atrás dos seus títulos de pastores, presbíteros, diáconos para usarem das leis criadas pelos homens e desta forma se levantarem contra aqueles que buscam fazer da Palavra de Deus sua regra de fé e prática. Por isso precisamos de homens corajosos, homens que estejam dispostos a lutarem e se necessário darem suas vidas para que a Palavra de Deus seja sempre a única regra infalível de Fé e prática.

3º) Martinho Lutero era um homem de oração (1 Ts 5:17)
"Orai sem cessar"
            Os homens geralmente querem atribuir o grande êxito de Lutero à sua extraordinária inteligência e aos seus destacados dons. O fato é que Lutero também tinha o costume de orar horas a fio. Dizia que se não passasse duas horas de manhã orando, recearia que Satanás ganhasse a vitória sobre ele durante o dia.
            A sua esposa disse que as orações de Lutero "eram", às vezes, como os pedidos insistentes do seu filhinho Hanschen, confiando na bondade de seu pai; outras vezes, eram como a luta de um gigante na angústia do combate".
            Com certeza a oração é a chave da grande coragem de Lutero de enfrentar a oposição do papa que se tornou seu grande perseguidor. Lutero conhecia o valor da oração, pois era a oração que o levava a estar mais perto de Deus, era a oração que o levava a conhecer a vontade de Deus. A oração era o combustível de sua coragem. Lutero sabia que a oração era a chave da vitória para suas lutas.
            Todos os grandes homens da história da fé, tinham em comum uma vida de oração.
            Sem oração não somos nada. A oração nos aproxima de Deus, a oração nos faz lembrar que somos dependentes de Deus, que necessitamos do seu cuidado, do seu amor, do seu poder, do seu perdão. Quanto mais oramos mais quebrantados nos tornamos. Todo avivamento é precedido por uma vida de oração. Portanto irmãos se nós queremos ver esta casa cheia da presença de Deus, cheia do poder de Deus, se queremos ver esta casa avivada devemos ter uma vida de oração.

4º) Martinho Lutero era um homem culto (Pv 3:13)

"Feliz o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento;"

            Devemos também nos lembrar de que Lutero era um homem erudito em hebraico e grego o que possibilitou a tradução da Bíblia da língua original para a língua Alemã. Como a Bíblia poderia ser conhecida pelos leigos se não fosse traduzida. Por isso é importante lembrarmos que Deus usa nossos conhecimento para sua glória, desde que o depositemos em suas mãos.
            Paulo também era um homem culto, falava o aramaico, o hebraico e o grego. Paulo conhecia profundamente as Escrituras Sagradas, isto é, o AT. Por ser um homem culto, estudioso Deus o levantou para ser o apóstolo dos gentios.
            É importante você saber que toda cultura que você adquire deve ser colocado nas mãos de Deus, e que todo curso, tudo que você puder aprender pode ser utilizado por Deus. As vezes você está fazendo um curso e não sabe porque está fazendo, pode ser que daqui a alguns anos você usará deste curso para servir ao reino de Deus. 

Conclusão: Jesus ainda hoje quer levantar homens que reconheçam seu estado de pecador, que reconheçam necessitar da glória de Deus, que busquem a Deus de todo o coração, pois são nos vasos humildes que Deus derramará da sua glória, do seu Espírito. Da mesma forma Jesus busca homens corajosos que lutem pela implantação do seu reino, que lutem para manter como única regra de fé e prática a Bíblia e não leis criadas por instituições, homens que estejam abertos ao espírito da Reforma que é sempre reformando, na busca de alcançar uma igreja perfeita. Deus busca homens de oração que venham se tornar porta voz entre Deus e os homens. Deus quer pegar todos os seus talentos, todos os seus conhecimentos e usar para sua glória, para sua obra. Seja um homem que deixe marcas positivas na história da igreja.

Pr. Cornélio Póvoa de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

NOTÍCIAS